25 Lições para Novos (ou Pequenos) Empreendedores – parte II

Finalizando o artigo do StartingUpTips.com, eis o restante das 25 lições reunidas por Isabel Isidro, da The Heritage Foundation:

11. Conheça e respeite seus clientes. Seu negócio só existirá se você for capaz de atrair e manter clientes. E você só pode fazer isso se entender o que eles querem e tratá-los com respeito. Escute o que seus clientes precisam e realmente querem. Mantenha seu foco no feedback desses clientes. Obtenha a opinião deles sobre o que está funcionando (e o que não está) em seu negócio. Coloque-se no lugar deles e olhe para seu negócio dessa perspectiva. Faça perguntas que eles podem fazer – seus preços são razoáveis? É fácil navegar em seu site? É simples comprar nele? Mostre a eles que são importantes para seu negócios. Responda suas questões imediatamente, considere seus comentários. basicamente, mantenha-os felizes.

12. Saia da sua zona de conforto. Ser empreendedor significa desafio constante. Você terá que se desdobrar de maneira que nunca imaginou possível. O sucesso nos negócios depende de ser ousado, não ter medo de arriscar e não desistir por causa de fracassos. No final do dia, você vai se sentir bem ao perceber que fez uma coisa que nunca esperou fazer.]

13. Não tenha medo de falhar. Em quase todos os casos, o sucesso só vem depois de tentar, falhar algumas vezes e aprender com os erros. E o gosto é muito melhor porque foi conquistado. Algumas vezes as melhores oportunidades surgem de suas maiores falhas.

14. Não coloque todos os ovos em uma cesta. Diversificação é importante. Procurando outras maneiras de ganhar dinheiro quando você pensa que já está sentado em uma minha de ouro pode parecer contraprodutivo. No entanto, o seu negócio tem uma chance mais forte de sobreviver se você não confiar em uma única fonte de receita, um único cliente ou um único fornecedor. Com várias fontes de receita, você tem uma boa defesa para o caso da fonte principal secar (nunca se sabe!). Confiar em um único cliente também é arriscado, principalmente se ele de repente deixar você pelo seu concorrente.

15. Network, network e network. Vá ao encontro de outras pessoas – em eventos da sua atividade, conferências gerais, seminários, ou online. Onde for, leve sempre seus cartões de visita. Inscreva-se em site e descubra pessoas que pensam com você e que o apóiem e o inspirem. Você nunca sabe quem você encontrará e que impacto pode ter em seu negócio.

16. Tempo é dinheiro. Isso é particulamente verdade para quem tem o negócio em sua própria casa e, por isso, tem que atuar como aquele superherói, o Multihomem. Ser seu próprio chefe significa desenhar o curso do seu negócio, assim como do seu dia. Agende seu tem eficientemente, assegurando-se de que vai completar as tarefas mais importantes do dia e, ao mesmo tempo, garantindo algum tempo livro para relaxar. Se você achar que está sendo arrastado pelas rotinas burocráticas, sem tempo para fazer o necessário marketing, ou para outras atividades, considere buscar ajuda externa.

17. Engrosse sua pele. Quando você coloca seu bloco, ou melhor, seu negócio na rua, é bem provável que os outros tenham coisas a dizer sobre ele – e não necessariamente, ou apenas, coisas positivas. Você não pode agradar todo mundo, por isso prepare-se para receber críticas. Clientes, banqueiros, possíveis investidores podem não se impressionar muito com o seu negócio. O que eles disserem pode machucar. Aceite as críticas com naturalidade e mantenha sempre a mente aberta. Use todo feedback em seu proveito.

18. Conheça e pesquise seus concorrentes. Pesquise os produtos com ofertas semelhantes e aí lute para fazer a sua ainda melhor. Olhe como eles fazem as coisas e use a informação para aperfeiçoar como você faz as coisas em seu negócio.

19. Esteja preparado para se sacrificar. Trabalhar em um negócio pode significar sacrifícios pessoais de sua parte – por exemplo, menos encontros com seus amigos, menos horas de sonho. Diferente de um trabalho regular que é fácil de desligar ao sair do escritório, você viverá e respirará seu negócio 24/7. Saiba o que é importante para você, mas entenda que empreendedorismo exige comprometimento total e alguns sacrifícios.

20. Aprenda a se comunicar. Comunicação é importante em negócios. Seja falando com um investidor em potencial, um sócio ou com o seu web designer, você deve aprender como comunicar seus pensamentos de forma clara e coerente.

21. Busque consultores e mentores. Busque por pessoas que têm experiência e conhecimento sobre o que você está tentando atingir com seu negócio. Eles vão lhe dar orientação e aconselhamento que podem ser muito valiosos em momentos difíceis. Eles podem também abrir portas para você.

22. Esforce-se para viver uma vida equilibrada. Iniciar e tocar uma empresa pode ser fonte de muito stress. Você precisa equilíbrio em sua vida. Por isso, é preciso tempo para relaxar e recarregar as baterias. Lembre-se de dedicar uma parte da sua vida às coisas realmente importantes da vida.

23. Pense positivo. Quando contar aos outros (e isso inclui família e amigos) sobre seus planos, alguns deles podem querer desencorajá-lo e fazê-lo parar. Podem achar que sua idéia é maluca ou simplesmente pensar que você não tem o estofo de um empreendedor de sucesso. Fique longe desses elementos negativos. Concentre-se em pessoas que podem encorajá-lo, motivá-lo e inspirá-lo a seguir adiante.

24. Embarque na tecnologia. Tecnologia e “gadgets” podem tornar seu processo de trabalho mais eficiente, permitindo que você faça mais coisas. Procure conhecimento técnico e descubra como as tecnologias podem melhorar seu negócio.

25. Divirta-se! Faça o que você ama e encontre um negócio que seja divertido para você. Empreendedorismo é como uma montanha russa: às vezes você está lá em cima, às vezes lá embaixo. Aproveite a viagem. Quando você está gostando de fazer alguma coisa, não parece trabalho. A paixão que você tiver por seu negócio ajudará a enxergar melhor nos momentos mais escuros. E nunca deixe de vista o porquê de você ter desejado se tornar um empreendedor.