A diferença entre prospect e cliente



E aquele famoso e bem-sucedido diretor de vendas de uma das maiores empresas brasileiras morreu. Quando ele chegou nos portões da eternidade foi recebido por São Pedro em pessoa. O velhinho estendeu um livrão para ele assinar na coluna que escolhesse: Céu ou Inferno. Opa, pensou o conceituado profissional lá com seus botões de madrepérola, aqui tem gato, eu nunca soube que a gente pudesse escolher, já estava preparado para negociar uma estadiazinha no purgatório. E, como se tratava de admirador de técnicas de marketing promocional, ousou sugerir: dá para fazer um test-drive? O senhor entende, São Pedro, eu gosto de conhecer direitinho o que eu estou comprando. São Pedro balançou a cabeça, sorriu com a simpatia que só os santos exibem e falou: claro, meu filho, passe um dia em cada site (São Pedro também sabe das coisas), compare e escolha com tranqüilidade.


O primeiro lugar do teste foi o Céu. O recém-defunto achou muito legal tudo por lá. Um tempo maravilhoso, uma temperatura agradabilíssima, uma calma realmente celestial, tudo limpo, limpíssimo. No dia seguinte, foi a vez da visita ao Inferno. O lugar fervia. Mas fervia no bom sentido. Era uma festa atrás da outra. E mulheres maravilhosas dando mole. Uísque de primeira e otras cositas más. Um autêntico barato. De volta ao portão, nosso querido homem de marketing e vendas nem titubeou, assinou na coluna Inferno.


Imediatamente, ele foi transportado para as profundas e viu-se preso a uma coluna ao lado de um braseiro, com um diabo esquentando um ferro de marcar. Ele entrou em pânico e começou a gritar que se tratava de um engano, que ele tinha escolhido ir para outro lugar, para o Inferno. O diabo parou e, divertido, falou que ele estava no Inferno. Ele ficou surpreso e perguntou da música, da bebida, das mulheres lindas, que ele tinha visto no dia anterior. O diabo pegou o ferro já em brasa e, à medida que se aproximava do nosso pranteado profissional, explicou que isso tinha sido ontem, quando ele era um prospect. “Agora”, encerrou a conversa, “você já é cliente”.

 

Bom final de semana!

Consultor de marketing e comunicação, especialista em marketing de relacionamento e programas de fidelidade.

1 COMENTÁRIO

  1. realmente muitas empresas atuam desta forma, eu trabalho numa empresa que promove alem de telefonia fixa, movel e internet não vou falar o nome. Eu atuo na área de suporte tecnico e vejo como a empresa lida com isso. Eu pelo menos quando atendo um client com poucos dias de serviço dou a maior atenção, mas a empresa infelizmente não tem um bom pos-venda. e o número de reclamações é muito alto, não é raro cliente ligar para cancelar o serviço.
    parabéns pelo texto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDê uma chance ao Sim!
Próximo artigoOs sabores do luxo