O canal para quem respira cliente.

Amazon em greve; baby boomers e celulares

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Resultado de imagem para amazon warehouse

Funcionários da Itália e da Alemanha pararam em pleno Black Friday; greve pode durar até 31 de dezembro.

Alguém já disse que o mundo dos negócios seria perfeito — bastaria não existir a necessidade de lidar com seres humana. E isso vale para todos os tipos de negócio, inclusive os virtuais. E isso vale para os dois lados do balcão, como acaba de comprovar a Amazon. Em plena Black Friday, os funcionários italianos e alemães do gigante do e-commerce, resolveram parar devido às negociações não satisfatórias sobre salários e bônus. Fonte: CNET

Resultados de estudo surpreendem: quem tem mais de 60 anos também “não sai desse celular”
De acordo com um estudo feito pela Kantar, os brasileiros que fazem parte da Geração Z (nascidos até 2010) são os que mais usam a internet pelo smartphone. No total, eles passam 4 horas e 17 minutos por dia olhando para esse gadget. O mais surpreendente, porém, é que logo atrás desses jovens estão os Baby Boomers – nascidos até 1960. Ou seja, as pessoas que têm mais de 57 anos são o segundo público que mais usa a internet pelo celular: 3 horas e 48 minutos por dia. Depois deles, está a Geração Millennial — 3 horas e 37 minutos — e a Geração X (formada por adultos nascidos até 1976) — 3 horas e 20 minutos. A principal diferença entre as gerações, de acordo com informações do Mobile Time, é a frequência de uso: as quase 4h de uso dos mais jovens são distribuídas ao longo do dia, enquanto os mais idosos usam o smartphone em dois picos de horário – que acontecem pela manhã e pela noite. O estudo também avaliou a forma como as gerações instalaram aplicativos. A Geração Z também se destacou nesse ponto: esses jovens instalam em média nove apps por mês. Os Millennials, logo atrás, instalam 8,4 apps. A Geração X aparece na terceira posição, com 8,1; e os Baby Boomers, em quarto lugar, com 7,8. Isso não quer dizer que esses aplicativos são usados por muito tempo: mais da metade dos usuários em cada geração desinstalam o app logo após atingir o objetivo de uso. Foram entrevistadas 800 pessoas, 50% de homens e 50% mulheres, sendo divididos igualmente entre as gerações (25% de Baby Boomers, de Geração X, de Geração Y e de Geração Z). Fonte: Consumidor Moderno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima