Como é sua relação com o trabalho?

0
2



Ao longo dos anos venho buscando conciliar qualidade de vida e trabalho, portanto, hoje posso dizer que minha relação com o trabalho é de amor e realização plena, envolve muito mais do que sobrevivência. Felizmente, tenho conseguido trilhar um caminho que tem me deixado de bem com minha vida profissional, sem falar dos entraves comuns da trajetória.


Mas não foi sempre assim. A insatisfação e frustração em alguns cenários passados como empregada me impulsionaram à busca de alternativas.


Muitos me perguntam se é bom ser Consultora, se é rentável, se eu não tenho receio de ficar sem trabalho, se é seguro. Cada um tem seu repertório e expectativas e essa foi uma opção acertada para mim.


Sinto-me muito mais livre e feliz agora. Também experimentei certa resistência e indecisão antes de me conscientizar de que investir em meu lado empreendedor seria uma resolução assertiva. Houve todo um processo de amadurecimento e descobertas sobre mim. Submeti-me a alguns meses de terapia e me matriculei num curso de Coaching, o qual também foi self, o que culminou em minha decisão de investir na carreira autônoma.


Tive e tenho significativa ajuda e incentivo de meus colegas e amigos, resultado do cultivo de meu Networking. Posso afirmar que 90% de meus projetos, consigo por indicação.


Como a motivação interna de cada um é única, as pessoas se sentem atraídas por determinado emprego por diferentes alvos: ambiente ou proposta de trabalho, relacionamento, salário, benefícios, localização da empresa, dentre outros.


A palavra “trabalho” tem sua origem no vocábulo latino “tripaliu”, denominação de um instrumento de tortura formado por três (tri) paus (paliu). Assim, “trabalhar” significava ser torturado no tripaliu. Os torturados eram os pobres e os escravos sem posses. Tal significado atravessou toda a Idade Média e hoje, embora o trabalho tenha diversos significados, muitos ainda o relacionam com sofrimento, obrigação, sacrifício, suplício. Perdeu-se o sentido do trabalho por prazer, expressão de arte e alimento da alma. Atualmente, “precisa-se” ter um emprego para a sobrevivência no mundo consumista ou até para se ter status, traduzido como importância na sociedade. No dicionário o primeiro significado para trabalho é esforço incomum, luta, lida.


Você sabe definir como é sua relação com o trabalho?


Se sim, com certeza já tem condições de escolher os melhores caminhos para uma vida mais prazerosa e realizada na profissão, mesmo que ainda não esteja na trilha.


A vida não é só “mar de rosas” ou só desolação. Os extremistas sofrem. Aprendi que sempre tenho opções, possibilidades e é como ajo. Tento afastar ou eliminar tudo o que me faz mal, como pessoas, situações, contextos. Busco a felicidade onde estou e sempre tento negociar meus intentos e objetivos, pois na vida e no mundo corporativo, o que é válido são as relações produtivas para todos os envolvidos (“ganha-ganha”). Se você estiver perdendo, algo está errado.


Até a próxima!

1 COMENTÁRIO

  1. OLá Fabiana, depois de, talvez, 12 meses volto a te escrever.No post anterior estava muito mal sem trabalho, aí comecei a trabalhar como autônoma, dentro da minha rede de contatos. Quando por fim decidi que não procuraria mais trabalho (emprego, chegou para mim uma proposta muito boa. Hoje vejo que a relação de amor com o que se faz, é fruto do nosso investimento. Estou feliz como diretora de uma escola e pelo ambiente que promovo com meus colegas. A qualidade de vida é importantíssima. Um abraç

  2. Suas colocações fazem com que tenhamos de refletir sobre o que fazemos na maior parte do tempo, o trabalho. Imagine só se não gostarmos do trabalho? Se esse trabalho não resultar em satisfação, prazer, conforto, troca, dentre outras? Passaríamos dez ou doze horas do dia nos torturando, para algumas horas de descanso (ou trégua!) e depois começar tudo de novo.
    O trabalho tem de ser como outras atividades na vida: feito com amor, pois vemos um objetivo para tudo que fazemos.

  3. Oi, Fabiana. Excelente seu artigo.Ao iniciar a leitura me lembrei do Livro de Disney. Penso que a real satisfação profissional realmente está em conciliar prazer no que faz, auto motivação e poder realizar tudo com excelência.A remuneração e portas abertas é consequência. Parabéns pelas colocações. Bjus

  4. Oi Fabiana,
    Com certeza empreender é difícil no início, mas voce está certa, temos de achar o nosso caminho e definir nossa relação com o trabalho. Esta definição nos leva ao ganha-ganha que voce comentou. Gostei muito de seu depoimento, pois serve para dar força para as pessoas que querem ser uma empresa VOCE S/A. Eu também passei por todas as fases que voce descreveu, mas valeu a pena. E viva o empreendedorismo e a propaganda dos amigos, aliados à postura profissional e fazemos história. abs.

  5. Olá Fátima

    Fico muito feliz de saber que você está bem e encontrou um caminho para a qualidade de vida.

    Volte sempre ao Blog!

    Obrigada pelo comentário.
    Fabiana

  6. Oi Valmir!

    Adoro receber seus comentários!

    É verdade, para mim, o trabalho não tem sentido se não houver motivação e se eu não sentir prazer ao realizá-lo.

    Muito obrigada
    Beijos
    Fabiana

  7. Oi Rosana

    É verdade, Networking é tudo e bom, fazer acontecer, fazer história é muito gostoso e alimenta a sede de viver. Eu, pelo menos, sou muito vivaz.

    Volte sempre ao Blog!

    Obrigada
    Fabiana

  8. O objetivo maior do nosso lado profissional deve sempre estar presente nas nossas ações e deve nortear o nosso dia a dia.Deve servir como motivação e direcionamento das nossas metas.
    O posicionamento positivo sempre gera novas perspectivas e novos caminhos.
    Um abraço
    Maria Regina

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAtendimento via Twitter
Próximo artigoPC Sistemas irá ofertar serviço de call center ativo