Facebook lança aplicativo de sincronização labial

Recurso usa Realidade Aumentada com filtros para as pessoas parecerem seus artistas favoritos
Um ano atrás, o Facebook lançou um alto-falante inteligente chamado Portal para videoschamadas através do Messenger. Ele vinha em dois modelos, com telas de 10 ou 15 polegadas, e câmera “que acompanha você”. Talvez por deficiências de conexão — não tinha acesso a Instagram ou Whatsapp — ou mais provavelmente porque o lançamento ocorreu bem na esteira dos escândalos de privacidade da rede — e os usuários precisam ter confiança em um produto cuja câmera “acompanha você” — o produto não decolou. Mas a turma do Mark continua acreditando: além de ter lançado mais versões, um Portal Mini e um Portal TV, por exemplo, anunciou na semana passada um novo aplicativo de sincronização labial que funcionará no Portal. O Mic Drop será lançado em breve e foi projetado para enfrentar concorrentes como o TikTok. O aplicativo permite que os usuários do Portal façam chamadas de vídeo por vídeo e realizem desafios de sincronização labial que incorporam realidade aumentada com filtros que fazem as pessoas parecerem seus artistas de música favoritos, e os usuários podem compartilhar suas apresentações via GIFs no Messenger. Fonte: Advertising Age
Anunciantes emergem como compradores de adtech

Com recursos de capital de risco para empresas de tecnologia de publicidade e tecnologia de marketing escassos e compradores estratégicos também difíceis de encontrar, os anunciantes estão emergindo como potenciais compradores. O McDonald´s comprou uma plataforma de personalização em março, o Walmart comprou a Polymorph Labs, startup de tecnologia de anúncios para entregar anúncios mais relevantes aos compradores on-line em abril, a Nike apostou na empresa de análise preditiva Celect em agosto, a startup de viagens OYO Hotels and Homes comprou a Danamica, uma startup sediada em Copenhague que se especializou em preços dinâmicos por meio de aprendizado de máquina em setembro e, no mesmo mês, a MasterCard fechou um acordo com a plataforma de dados do cliente SessionM. Por mais diferentes que os negócios adquiridos sejam, nenhum deles pode ser descrito como parte principal de uma pilha de tecnologia ou martech de anúncios — ou seja, uma plataforma do lado da demanda, um servidor de anúncios, uma plataforma de marketing de conteúdo ou ferramentas de otimização de mecanismos de pesquisa . Veja a aquisição pelo Walmart dos laboratórios Polymorph Labs e Dynamic Yield pelo McDonald´s, por exemplo. O Walmart pode veicular anúncios altamente segmentados, e o McDonald´s pode oferecer aos clientes menus personalizados sob medida. A idéia de usar dados e tecnologia para permitir uma melhor experiência do cliente e, finalmente, gerar taxas de conversão mais altas é um fator-chave em muitas dessas transações. Assim como o acordo com o McDonald´s, a mudança da Mastercard para o SessionM no início deste mês foi motivada pela quantidade de dados, visando a experiência e a sofisticação de medição que ela poderia trazer para a empresa financeira, especificamente seus programas de fidelidade de cartão de crédito. Fonte: Digiday

 Bleacher Report cria show interativo no YouTube para fãs de futebol

O site especializado em esportes Bleacher Report está estreando um programa interativo no estilo “escolha sua própria aventura”, “Your Call”, no YouTube para sua propriedade B / R Football focada no futebol (o “nosso”, não o americano), que coloca os espectadores no papel de uma estrela do futebol, como Neymar, por exemplo, com a narrativa se desenrolando em 30 vídeos individuais com base nas escolhas feitas no final de cada episódio de 45 a 60 segundos. A decisão é a mais recente entre as empresas de mídia em relação ao vídeo interativo, como o uso do recurso de pesquisa do Snapchat pelo FBE no programa “React”. Fonte: Digiday