Festas de fim de ano e orgasmos

0
8



 




Recentemente me vi participando de uma discussão sobre como criar um clima para festa  de final de ano numa central de atendimento de uma empresa, visto que o desânimo era geral.


Diziam:


·         Este povo é muito desanimado. Todos os anos têm sido esta “coisa”. Uma M….


·         Acho que devemos ir a uma churrascaria rodízio, pois lá servem de tudo, o pessoal enche a barriga e pronto. Nada de reclamações e sem trabalho prá ninguém.


·         A festa num sítio é uma droga. Só os mais “saidinhos” se divertem e cometem exageros. “Cê” lembra o fio dental da Pati? Assim até eu…


·         É muito difícil agradar a todos. Tem os solteiros, os casados, gente mais velha. Cada um com seu interesse.


·         Acho melhor dar uma cesta de Natal e acabar com este stress de festa.


·         O pessoal não se mistura. Chefe com chefe, peão com peão.


 


          Querendo contribuir, perguntei se todas as festas e comemorações eram assim? Ao que responderam: todo ano chega esta época e só uns se preocupam…


     Refiz a pergunta: todas as festas durante o ano são assim? E as respostas foram:


 


·         Bem, festa, festa é só a de final de ano …


·         Se bem que tem a do Halloween…


·         No nosso setor a gente coloca no mural a lista dos aniversariantes do mês…


·         Quando tem algum Programa de Incentivo, a gente reúne o pessoal e entrega os prêmios para os ganhadores. Mas só eles comparecem. Sabe, é coisa rápida, no fim do expediente, na sala do gerente… bem formal como pede o ambiente…


·         Há também alguma coisa no dia Internacional da Mulher, dia das Mães.. Um bombom, coisa simples…


·         No dia dos Namorados distribuímos camisinha, mas nem todos gostaram…


·         Fizemos um café da manhã. Como esse pessoal come…parece que nunca viu requeijão e salame! E a sujeira que fica! É um ticket só, mas todo mundo reclama…


 


Então sugeri não ter festa este final de ano e que todos aproveitassem seu tempo  pensando no seguinte: quem não pratica pequenos atos é incapaz de participar  da Grande Festa. È necessário rever as pequenas coisas do dia a dia. A lista de justificativas acima pode ser um bom começo. De tanto fazer festinhas, fica mais fácil fazer um festão.


 


Ah! E sobre o orgasmo? É a mesma coisa. Vá tentando, participe, tente outra vez,….


 

E felizes 366 dias em 2008