Google avança na área de publicidade

Desde o início da corrida pelo “pote de ouro” da Internet, tivemos muita gente, e muitos modelos de negócio, se alternando na primeira posição, mas parece que o Google está decidido a ficar aí por mais tempo. Ficando só no AdWords, as novidades não param de pipocar.

Em 2009, a empresa adquiriu a Doubleclick, passando a ter capacidade de usar seu modelo de palavras-chave para banners e outros formatos. Em 2010, fechou um acordo com o Twitter, passando a incluir tweets em sua busca. E agora está anunciando um modelo click-to-call. Isso quer dizer que, agora, além de receberem cliques que direcionam para os seus respectivos sites, os anunciantes poderão permitir que os usuários façam chamadas de telefone através dos resultados de busca.

A ideia é que disponibilizar o número de telefone da empresa em anúncios pode aumentar o número de telefonemas e inclusive o número de cliques. Quando um usuário vê um anúncio e liga para o número, o AdWords registra a chamada e encaminha para o anunciante. Dessa forma, quando o anunciante olhar para os relatórios do AdWords, ele verá o número de chamadas geradas por cada campanha, duração de chamada, em breve, o código de área da pessoa que ligou.

Por enquanto, esse novo recurso de chamadas só está disponível nos Estados Unidos e Reino Unido e apenas os anunciantes com CPC máximo – valor mais alto que você deseja pagar por um clique em seu anúncio – podem usá-lo.

Fontes: Mashable e TechCrunch