Ilha da Nova Zelândia pretende usar somente energia renovável

Ciclo Vivo:

O governo da Nova Zelândia anunciou que pretende substituir a atual fonte energética da ilha de Tokelau, na Polinésia, por 93% de energia solar e o restante com óleo de coco. As alternativas renováveis devem ser implantadas até 2012.

Tokelau é um pequeno território da Polinésia, sob administração da Nova Zelândia, que corresponde às ilhas do mesmo nome, também conhecidas como Ilhas da União.

Para a combinação desse novo sistema, serão instaladas baterias que irão armazenar energia durante o dia para que possa ser usada à noite. A proposta concede duas exceções, os veículos motorizados e alguns equipamentos de cozinha poderão utilizar combustível fóssil.

A medida foi anunciada pelo líder de Tokelau, Foua Toloa, e irá minimizar o impacto ambiental em um local em que o nível do oceano tem grande possibilidade de aumentar devido ao aquecimento global. A decisão se caracteriza como um grande passo na busca e no incentivo de fontes de energia limpa. A pequena ilha está localizada no Pacífico Sul, onde há somente 1.500 habitantes, e seu ponto mais alto está apenas há cinco metros acima do solo, o que o torna muito vulnerável.

Atualmente, a ilha utiliza 200 litros de combustível diariamente, isto inclui querosene, gasolina e gás natural. Com as células solares fotovoltaicas instaladas, os combustíveis fósseis não serão mais problema. Como este tipo de energia é dependente das condições climáticas, será implantado também um gerador específico para transformar o óleo de coco em energia e assim recarregar as baterias.

A primeira ilha do mundo a ser alimentada apenas por energia renovável está localizada na Dinamarca e é duas vezes maior que Manhattan. Sua principal fonte enérgica são as turbinas eólicas. Com informações da Folha e News Scientist.