Não precisamos que ninguém que nos proteja de nós mesmos

0
1

Existe gente afirmando que nós no Brasil
temos o melhor atendimento ao cliente do mundo. Isto porque o brasileiro em
geral é afetuoso, simpático e se comunica bem. É o “Brasil que encanta o
Cliente”. Eu desafio àqueles que dizem isto a provar, na prática, no dia a dia
dos problemas corriqueiros, que isto é verdade. Minha experiência, assim como a
de milhões de brasileiros demonstra exatamente o contrário. 

Os orgãos reguladores, com honrosas
exceções, da mesma forma que os de defesa do consumidor, preferiram o caminho
da retórica ao da execução. Muito mais falam, dão entrevistas e aconselham do
que tomam atitudes que realmente mudem o estado de coisas. E quando finalmente
o fazem, nossa Justiça no mais puro senso de cumprimento da lei, caça a punição
justa de quem viola o direito do consumidor.

Basta de gente nos defendendo de nós mesmos! Precisamos de orgãos nos defendendo de quem descumpre as leis não daqueles que ensinem a nos proteger. Precisamos acreditar nas pessoas e não desconfiar delas.  Precisamos que entreguem os produtos a tempo e a hora, não para atender bem, mas porque não faze-lo é crime. Precisamos de que quem  nos vende, assuma a responsabilidade pelo que vendeu e finalmente nos respeitem sejam éticos e cumpram as leis quando algo dá errado (e problemas acontecem). 

Não precisamos de cartilha de comportamento para nos proteger e sim de punição para quem nos desrespeita, da mesma forma que não precisamos de ameaças para não beber e dirigir, mas que punam os que assim fazem, estejam eles em um carro velho ou em um carro de luxo. Não precisamos que nos avisem que não podemos invadir a faixa de pedestres, mas que nos defendam de faixas mal colocadas, de pedestres malcriados, que colocam em risco nossos carros e a nossa integridade física além de provocar multas. Que nos protejam, com punição exemplar motoristas que se acham acima do bem e do mal e costumam causar desgraças a si e a outros.  

Não precisamos de dicas ou cartilhas  de segurança mas de instituições que nos dêem segurança, sejam elas da administração direta, indireta, saúde, polícia e empresas.

Não somos bobos mas somos tratados como se fossemos. É hora de mudar isto!

Bom final de semana e até a próxima!