O que estamos fazendo para estimular os profissionais das operações de Televendas?

0
8



Nos últimos meses, tive a oportunidade de me reunir com diversos profissionais do setor de Televendas e um dos assuntos que mais está em voga é como fazer para reduzir o turnover e o absenteísmo das operações?


 


Qual será a fórmula mágica para garantir a permanência das pessoas por períodos maiores de tempo e com a produtividade adequada?


 


Será que o estímulo principal é o dinheiro? Ora, mas em todas as disciplinas onde estudamos o ciclo da motivação, o dinheiro aparece sempre entre as primeiras colocações, porém não é a lembrança mais evidente.


 


Nas pesquisas que já vi e realizei o fator Reconhecimento é a menina dos olhos na grande maioria das respostas.


 


Será então que os gestores das operações não estão perseguindo caminhos opostos a real necessidade dos operadores de vendas por telefone?


 


Será que não está na hora de assumir que a função de Operador de Televendas é passageira e que deveríamos neste período da vida desse profissional fazer com que ele aprenda a sentir orgulho dessa escolha?


 


Precisamos advogar por esta profissão que tanto emprega, capacitam jovens que nunca tiveram contato com o mundo corporativo, acolhe profissionais mais velhos, mães, pais e até avós que se sentem excluídos da sociedade e novamente com a chance de fazer a vida brilhar, promovendo a inserção das pessoas que farão o futuro de nosso país. 


 


Com todos os profissionais que tenho falado, a afirmação categórica é que precisamos gerar orgulho e fazer com que esse exército de operadores tenha um sentimento elevado de sua dignidade pessoal e possam, a partir daí, dar seqüência a sua vida na própria operação ou mesmo em outras empresas que irão trabalhar.


 


As empresas precisam começar a entender que o investimento é longo e de muito trabalho, mas essa ligação vale a pena fazer.


 


Teleabraços!


 

Júlio X