Publicandos coisas estúpidas no YouTube – e aí é condenado a postar de novo. Está certo?



Parece que uma onda atual, uma daquelas bem desagradáveis, é gravar alguma ação infame e postar a gravação no YouTube, na busca da fama efêmera, aqueles 15 de “glória” decantados pelo Andy Warhol. Agora, na Flórida, esse tipo de ação ganhou um desdobramento: pedidos de desculpas também pelo YouTube. Foi a sentença que um juiz daquele estado americano deu a dois adolescentes que jogaram refrigerante em uma funcionária da Taco Bell pela janela de um drive-through. Esse tipo de ação tem até nome: “fire in the hole”. O fato de terem sido condenados é uma boa notícia. Já a sentença em si deixa margem a dúvidas. Se os delinquentes estão buscando notoriedade, aparecer uma segunda vez no YouTube, ainda que “pedindo desculpas”, não vai aumentar ainda mais o interesse em realizar ações como esta? A vítima, no caso específico, afirmou ter certeza que os garotos não aprenderam a lição e preferia que eles se desculpassem pessoalmente com ela. A questão principal: pode-se culpar, ainda parcialmente, YouTube por coisas como esta? O advogado dos acusados disse que espera que YouTube seja considerado responsável por permitir que vídeos assim sejam postados. E vocês, o que acham?

 

Fonte: Good Morning Silicon Valley