“Se cada chinês comer um pastel de carne a mais por dia, vai faltar boi no pasto”

0
1


Evitar as dolorosas perdas de vendas por falta de estoques ou ver seu capital de giro mofando em estoques indesejáveis, como evita-los para poder gerar mais LUCRATIVIDADE em seu negócio?
Hoje vários mercados e empresas buscam no VMI a solução para otimização de suas vendas, tanto fornecedores como clientes, a cada dia que passa o aumento na movimentação de mercadorias é visível.

Vendor Managed Inventory – Gestão dos estoques e demandas nos clientes pelos fornecedores.
 
Um case de sucesso em VMI e provavelmente o primeiro é o Wal-Mart, como fazer a gestão de milhares ou até milhões de itens, evitando perdas em vendas por falta de produto em estoque em cada loja da rede; bem como não ter o excesso de produtos em estoques, comendo um rico e importante capital de giro, por ter ficado parado?

 

Sem a parceria comercial fornecedor + revendedor, esta tarefa seria praticamente impossível. 

Não conheço o Wal-Mart, nem nunca trabalhei lá, mas imagino que o “Nirvana” será alcançado nesta parceria, quando caberá ao Wal-Mart, somente a contabilização dos lucros; 

Ficando para os fornecedores a responsabilidade pela gestão dos estoques e dos preços de venda competitivos para um mercado extremamente dinâmico.

 

Imagino um futuro aonde teremos chips de identificação em cada produto da loja, o cliente consumidor com limites pré-aprovados no cartão de crédito e o fim dos caixas emperrados e demorados. 

Um futuro aonde os consumidores colocam os produtos dentro do carrinho e ao passar com ele sob um portal eletrônico, toda sua compra seja contabilizada e o debito enviado diretamente para a fatura do cartão.


Neste mesmo portal, um software de VMI ligado diretamente ao centro de distribuição do fornecedor, liberará a ordem de reposição de estoques e programação da entrega; bem como este sistema estará ligado a um processo de fabricação eletrônico que liberará a produção.

 

– Parece muito futuro?

– Pensa que será para daqui a 20 anos?

– Pensa que será somente para os seus filhos ou netos?

 

Cuidado, o futuro esta muito mais perto do que você imagina, mexa-se enquanto é tempo, ou o cavalo vai passar arriado e você vai perdê-lo e depois colocará a “culpa no governo” pela sua falta de visão.

 

Quantas vezes escutamos que os países emergentes, entre eles o Brasil, têm um crescimento no consumo principalmente porque estão melhorando a qualidade de vida de suas classes anteriormente chamadas de D,E,F,G… 

Que o poder aquisitivo está proporcionando um aumento de consumo incontrolável, blábláblá…


Essa pressão de consumo tem reflexos imediatos na logística de entrega, não só para produtos acabados; como também para as matérias primas que serão transformadas. 

Quantas vezes você escuta seu departamento de transporte lhe dizer: “não tem caminhões disponíveis”, “as transportadoras estão elevando o custo do frete”, “tem fila nas concessionárias para compra de caminhões novos”.

 

Tudo porque a DEMANDA esta maior que a OFERTA?

Não! A necessidade de transporte esta acima da previsão do mercado de transporte; uma bolha no consumo de caminhões ou uma modificação nos padrões históricos de crescimento conservador do mercado?

 

Corre uma piada nestes meios:

“Se cada chinês comer um pastel de carne a mais por dia, vai faltar boi no pasto”

 

“Nunca na história deste país, se consumiu tantos produtos que antigamente não eram consumidos”, esta situação é bem fácil de entender.

 

Voltando ao caos no transporte,

O mesmo caminhão que antes servia para transportar batatas, hoje esta sendo disputado para transportar, sofás, televisores LCD, computador, carne de porco, leite longa vida. 

Celular já é item básico, “coisa de pobre”.

Como então, as empresas podem melhorar o nível de serviço neste caos de transportes, como os seus clientes podem evitar as “dolorosas” perdas de vendas por falta de produtos no estoque?

 

PARCERIAS ESTRATÉGICAS ENTRE FORNECEDORES E CLIENTES.

Se eu te disser que estes problemas de falta ou sobra podem ser evitados, através de ações pró-ativas na gestão de estoques e demandas futuras.


Previsibilidade na necessidade de produtos com a antecedência necessária para reposição.

Gostou da idéia?


https://www.youtube.com/watch?v=eob532iEpqk

 

Bem Vindo ao mundo do VMI.