RESENHA: “QUER VIAJAR?”, livro de Claudia Liechavicius

0
10

 

 

De
acordo com Claudia Liechavicius, viajar já não é mais simplesmente ir de um
lugar para outro. A nossa autora pode falar com propriedade já que, como
viajante completou a marca de 100 países visitados. E para comemorar esse feito,
lançou o livro “
QUER VIAJAR? O que você precisa saber para se tornar um
viajante
” que conta a sua trajetória pelo mundo, além de dar muitas dicas
especiais que combinam com vários tipos de viagem.  


A autora é fonoaudióloga por formação e começou a viajar aos 11 anos de idade.
Cláudia é gaúcha me vive no Rio de Janeiro. Começou a sua jornada acompanhando
o marido em viagens de trabalho, o que a motivou a buscar ampliar seus horizontes
e compartilhar muitas de suas experiências como viajante. 

 

Claudia
acredita que a mais nova tendência é a oportunidade de viver a experiência dos
locais que se visita, ou seja, as viagens onde você possa conhecer a rotina e os
espaços locais. Exemplos como alugar um bangalô na ilha central de Bora Bora e
viver por alguns dias a rotina dos ilhéus pode tornar uma viagem ao Taiti
absolutamente inesquecível.

 

A
autora afirma que as pessoas estão buscando essas vivências menos
“comoditizadas”, de experiências locais, de viver como os nativos de cada lugar.
Se isso era difícil antigamente, segundo a autora, hoje não faltam ofertas.

 

Para
quem já visitou 100 países há sempre muita história e curiosidades para contar,
como a experiência com o Uzbequistão, um país lindo e hospitaleiro, lendário,
repleto de madrassas, mausoléus e mesquitas azuis fica plantado do outro lado
do mundo, numa região desértica da Ásia Central.

 

O
livro conta com algumas listas especiais, com dicas completas de doze
hotéis imperdíveis, itens como Amankora, Punakha Lodge, Butão, Çiragan Palace
Kempinski, Istambul e Amanoi, Ninh Thuang, Vietnã.  Ou ainda sugestões
especiais de gastronomia, como uma lista dos oito melhores doces do mundo, além
de dicas das melhores bebidas e restaurantes do planeta.  

 

Claudia
apresenta ainda no livro um eficiente planejamento de viagem e relatos de
experiências únicas nos quatro cantos do mundo que vão encantar o leitor e
fazer com queira rapidamente pensar em sua próxima viagem, seja sozinho ou
acompanhado.

 

O
blog que virou livro…

 

Claudia
conta que após colecionar histórias, segredos e experiências depois de conhecer
mais de 90 países, em 2008 decidiu criar o blog “Viajar pelo Mundo!”, durante
uma viagem para a China e o Japão com seus filhos. A Ásia foi uma novidade tão
grande para as crianças que ela resolveu relatar a experiência. E não parou
mais. 


De volta ao livro, o capítulo final reserva dicas
de quem acumula a experiência de muitas viagens todos os meses do ano e muitos
passaportes carimbados: como evitar gafes, micos e saias justas durante
diversos tipos de viagem.  


Por fim, a autora reafirma que viajar é experimentar o novo, o inusitado, o
outro lado da vida. É sair da rotina, viver em outros horários e vislumbrar
novos horizontes. Como a autora relata a autora logo nas primeiras páginas, é
uma experiência de amanheceres desconhecidos e idiomas indecifráveis. 

 

A
obra é uma ótima sugestão para esse início de ano, e tem prefácio de Carlos
Alberto Parreira e orelha por Camila Coelho, ambos conhecedores das dicas de
Claudia há vários anos. Que tal embarcar nessa viagem?

 

 

Quer
viajar? O que você precisa saber para se tornar um viajante
” 

Autora:
Claudia Liechavicius

Editora: Memória
Visual   

Páginas:
172


Edição (2018)

 

 

Atual Diretor Sênior para América Latina pela TALKDESK. Fundador da agência Market 21, atuou em empresas como Cisco, Avaya, AES Eletronet, Nortel, Bay Networks e Wellfleet, além do grupo Algar. Mestre em Administração pela FGV-SP, além de graduado em Engenharia Eletrônica, com pós-graduação em Administração de Marketing e em Gestão Estratégica de RH. Atuou também como professor de Marketing Internacional na UNIP.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Previous articleÉ preciso entender de pessoas
Next articleA Internet das Coisas no varejo