China quer controlar exportações de rivais da Huawei

A China poderá impedir a Ericsson e a Nokia de exportar equipamentos fabricados naquele país se os países da União Europeia mantiverem os equipamentos da Huawei Technologies fora de sua infraestrutura 5G. As diretrizes de segurança cibernética na UE permitem que países individuais adotem ou não restrições quanto ao fornecedor chinês, apesar de os EUA fazerem lobby por uma proibição severa. Fonte: The Wall Street Journal


AWS anuncia Amazon Interactive Video Service (Amazon IVS)
 A Amazon Web Services (AWS) anunciou a disponibilidade geral do Amazon Interactive Video Service (Amazon IVS), um novo serviço totalmente gerenciado que facilita a configuração de transmissões ao vivo de vídeos interativos para um aplicativo da Web ou móvel em poucos minutos. O Amazon IVS usa a mesma tecnologia que alimenta o Twitch, um dos serviços de transmissão ao vivo mais populares do mundo, com quase dez bilhões de horas de vídeo assistidas em 2019, oferecendo aos clientes conteúdo ao vivo com latência (o tempo que leva para o vídeo ir da câmera até o espectador) que pode ser menor que três segundos, número significativamente abaixo das latências de 20 a 30 segundos comuns atualmente em streamings de vídeo online. Os clientes podem facilmente configurar e transmitir vídeo ao vivo através de seu próprio site ou aplicativo móvel, com entrega escalável que suporta milhões de espectadores simultâneos em todo o mundo. Com o Amazon IVS SDK e as APIs, clientes também podem criar recursos interativos em suas transmissões ao vivo, como espaços de bate-papo virtual, votos e pesquisas, sessões moderadas de perguntas e respostas e elementos promocionais sincronizados. Não há cobranças adicionais ou compromissos iniciais necessários para usar o Amazon IVS, e os clientes pagam apenas pela entrada de vídeo no Amazon IVS e pela saída de vídeo entregue aos espectadores. Para começar a usar o Amazon IVS, basta visitar https://aws.amazon.com/ivs.

5 lições sobre como criar uma identidade de marca
O CEO e co-fundador da Neuro, Kent Yoshimura, escreveu artigo com cinco lições sobre o desenvolvimento da identidade da marca, incluindo refletir constantemente os valores da marca, optar pela autenticidade das tendências e se adaptar para melhor representar as necessidades do cliente. “Se você está pensando em mudar o nome da sua empresa, lembre-se de que a identidade de uma empresa não pertence apenas aos seus criadores – é uma história que deve ter repercussão nos seus consumidores também”, diz ele. As 5 lições de Kent são: 1. Consistência é rei, 2. Não tente ficar teimosamente na moda, 3. Marketing não é igual a branding (e vice-versa); 4. Inspire ação, e 5. É OK mudar. Fonte: SmartBrief