Facebook acusa Apple de prejudicar PMEs durante a COVID-19

Política de fees da empresa está dificultando a vida dos desenvolvedores
O Facebook juntou-se a uma lista crescente de desenvolvedores para criticar publicamente a Apple sobre sua política de compartilhamento de receita para compras no aplicativo, sugerindo que a estrutura de taxas do fabricante do iPhone está prejudicando as pequenas empresas durante uma pandemia global. A rede social lançou na sexta-feira um recurso de eventos pagos em 20 países, oferecendo às empresas a capacidade de cobrar dos usuários o acesso a streams de vídeo ao vivo, como uma aula de ioga ou seminário. O Facebook disse que a Apple não concordou em renunciar à sua taxa usual de 30% para todas as transações que ocorrem dentro de aplicativos em seus dispositivos, e não permitirá que o Facebook processe os pagamentos usando sua própria tecnologia para usuários iOS. O Google também não renunciou à taxa de 30% sobre o sistema operacional móvel Android, mas permitirá que o Facebook processe pagamentos por meio de seu próprio produto para evitar esses custos. Fonte: Bloomberg


Empresas americanas protestam contra a proibição do WeChat
Mais de uma dúzia de corporações americanas, incluindo Apple, Disney e Walmart, fizeram parte de um call conference com funcionários da Casa Branca nesta semana, na qual expressaram coletivamente preocupação com a planejada proibição do WeChat pelo governo Trump. A sanção contra o aplicativo chinês, que é usado por 1,2 bilhão de clientes, pode prejudicar a receita das empresas americanas, com a Apple podendo perder perder até 30% das vendas do iPhone se a proibição entrar em vigor. Fonte: The Wall Street Journal

Snapchat expande ferramentas criativas com lentes TikTok
A Snap sabe que as pessoas postam vídeos com suas lentes de realidade aumentada em várias plataformas e na semana passada lançou lentes especificamente para serem usadas no TikTok. A empresa está fazendo parceria com quatro estrelas da TikTok, incluindo Jalaiah Harmon, que criou a dança Renegade, para lançar lentes Snapchat que rastreiam o corpo das pessoas conforme elas se movem e mudam em resposta. Uma lente, feita em colaboração com Dixie D’Amelio, coloca a chuva ao redor do assunto junto com relâmpagos e fogos de artifício de desenho animado, dependendo de como eles se movem. Snap diz que essas lentes rastreiam 18 articulações em todo o corpo, e qualquer pessoa pode fazer lentes corporais a partir de hoje, através do Lens Studio. Com essas lentes iniciais, a ideia é claramente incentivar as pessoas a virem ao Snapchat por suas ferramentas criativas, possivelmente mais do que por sua rede social. Fonte: The Verge