Quer vender enquanto dorme?

Artigo de Fatima Bana, mestre em comportamento de consumo digital e especialista em liderança de equipes, planejamento, implantação de e-commerce, gestão empresarial e negócios digitais


Embora não existam fórmulas milagrosas para aumentar as vendas online, dominar o Growth Marketing é o primeiro passo para melhorar o seu desempenho digital e fazer com que os algoritmos trabalharem a seu favor. 

 

A premissa mais importante dessa conversa é que conteúdo sozinho não vende e que seguidor sem ativação não converte. O segundo ponto e não menos importante é que a gestão de qualquer empresa envolve tomadas de decisão eficientes, as quais, por sua vez, dependem da capacidade de mapeamento e análise da estratégia. 

 

Ou seja, o sucesso no universo digital começa quando o gestor une a sua capacidade criativa com a sua visão analítica e assim dá início a sua estratégia de marketing, orientada ao negócio, fazendo com que sua conversão aumente. Afinal, toda retenção está totalmente ligada a receita (aumento de dinheiro em caixa), portanto: ampliar a retenção, aumentará significativamente a receita; e é aqui que você precisa focar. 

 

Essa estratégia conhecida como Growth Marketing é altamente efetiva, principalmente para PMES e costuma ser o caminho de todas as empresas que fazem mais, com menos. 

 

Parece simples, mas o sucesso exigirá ações cirúrgicas, somada a constância, presença e análise de ROI e KPIs. Ou seja, para criar a famosa “máquina de vendas é necessário dedicação, cuidado e estratégia.

 

No Funil de Growth (imagem) a estratégia começa na aquisição de novos leads, (ação totalmente ligada ao CPA (custo de aquisição) e a mídia ou forma inicial de contato (ativação CAC); passa pela etapa de retenção (onde se faz necessário analisar como o cliente chegou até você, o que você fez para mantê-lo interessado, se ele costuma voltar, com que frequência, onde navega mais, entre outros fatores determinados inicialmente). Em seguida, é preciso analisar a sua receita (a sua precificação está correta, a promoção equilibrada, etc…) e por fim, você precisa chegar na fase de recomendação, que é quando os usuários voltam e te recomendam. Só assim, é possível criar um projeto exclusivo para nutrir essa máquina de vendas que começa a dar resultados.174568da8ef4ce8e93

 

É importante garantir que todas as etapas sejam mensuradas na mesma unidade, por isso, trabalhar com números totais é uma alternativa válida. Assim, você pode chegar a algo parecido com isso:

 

                 – fase de aquisição: número de pessoas que visitam seu canal;

– fase de ativação: número de visitantes que executam uma ação no canal;

– fase de receita: quantas pessoas adquirem suas soluções;

– fase de retenção: quantos clientes voltam a comprar;

– fase de referência: quantos compradores recomendam sua marca a terceiros.

 

Cada ação deverá ser estrategicamente calculada, levando em conta as características da persona e, principalmente, a etapa em que ela se encontra no funil de conversão (chamamos isso de funil pirata). Entenda o funil pirata como uma espécie de framework que pode ser adaptado para a realidade de qualquer empresa, independentemente do tipo de negócio, tamanho ou segmento. Ao aplicá-lo na sua empresa, você conseguirá visualizar com maior clareza a jornada do cliente (da chegada ao pós-compra) e só isso, reforça que framework valeu a pena. 

 

Além disso, a implementação dessa metodologia também facilitará a identificação e a eliminação de gargalos. Imagine, por exemplo, que a sua empresa nota que a taxa de conversão é boa na fase de aquisição, mas nem tanto na parte de ativação. A partir dessa informação é possível investir em soluções específicas para essa etapa. Outro ponto que ressalta a importância do funil pirata é que com ele, é possível focar nas ações que geram maior rentabilidade.

 

Resumindo: a sua marca ganhará um norte para planejar estrategicamente cada ação, atingindo cada lead da melhor forma possível. Por isso, visitar, revisitar e analisar a jornada do cliente diariamente, é fundamental para melhorar a estratégia que deve unir um conjunto de práticas que aumentam a conversão, aproveitando melhor o tráfego que as páginas já possuem sem necessariamente, atrair mais visitantes; fundamental para vender o tempo todo.