Governo australiano oferece US$ 6 M em doações para equipes de blockchain inovadoras

Projetos devem visar certificação de minerais e soluções de tributação de produtos.

O governo australiano abriu pedidos de subsídios em financiamento para projetos de blockchain que visam o rastreamento da cadeia de suprimentos na indústria de minerais e rastreamento de impostos no setor de alimentos e bebidas. Os valores são de até US$ 3 milhões cada.

As inscrições estão abertas até 29 de abril, com qualquer trader individual, parceria, organização de pesquisa com financiamento público ou entidade constituída na Austrália que possua um Australian Business Number elegível para se inscrever.

O dinheiro será usado para financiar dois projetos pilotos distintos. O piloto de Proveniência de Alimentos e Bebidas espera apoiar uma equipe que trata das complexidades associadas aos produtores de bebidas alcoólicas que cumprem a tributação de produtos. O Piloto de Minerais Críticos apoiará um projeto que visa reforçar a integridade da cadeia de abastecimento para a indústria e também espera contribuições para o Esquema de Certificação Ética Nacional da Austrália para provar a procedência de minerais produzidos localmente exportados para mercados internacionais.

Os candidatos devem demonstrar que seus projetos atendem às necessidades dos dois pilotos, atendem às necessidades dos reguladores, reduzem os encargos de conformidade para as empresas e apoiarão a comunidade de startups de blockchain da Austrália. Os candidatos também devem demonstrar a viabilidade e segurança de suas plataformas – incluindo se sua blockchain já foi objeto de um ataque de 51% – e como as informações enviadas para seu protocolo são examinadas e verificadas.

]O governo australiano tem sido pró-ativo no incentivo ao desenvolvimento de seu setor emergente de DLT desde o lançamento de seu National Blockchain Roadmap de cinco anos no início de 2020. Em novembro, o governo lançou um teste usando a tecnologia blockchain para compartilhar documentos intergovernamentais entre servidores públicos locais e seus homólogos em Cingapura.

Fonte: Cointelegraph