Pesquisa: competências emocionais e analíticas serão mais valorizadas nos profissionais do futuro

Estudo da CI&T mostrou que valorização das capacidades exclusivas do humano, aquelas que não podem ser substituídas por máquinas, será cada vez maior.

O estudo, que ouviu 1241 profissionais entre líderes e outros executivos dos mais diversos setores da economia brasileira e foi realizada no final de 2020, teve o objetivo de projetar tendências após a ruptura causada pela pandemia da covid-19.

Alguns dados…

  • 44,2% dos entrevistados acreditam que flexibilidade cognitiva para entender o contexto que está inserido e buscar outra forma para resolver um problema será uma competência necessária para o profissional no futuro.
  • 21,2% disseram que essa habilidade será mais importante do que ter conhecimento profundo
  • 25% disseram que essa habilidade será mais importante do que ter capacidade de coordenação (25%)

Leia o artigo completo, que inclui quais são as competências mais valorizadas