A essência do verdadeiro líder

0
0


Há dias atrás recebi um e-mail onde dizia quais as principais características que um líder deve ter. Um líder dever ser isso, tem que agir assim, dever fazer aquilo, aquilo outro,… Enfim, diversos requisitos para ser o “super líder”. Ohhh!! Está resolvido.

Eu acredito que nem as pessoas que enviam estes e-mails cumprem os “mandamentos” descritos. Na maioria das vezes, acham “bonitinhos” e replicam para toda a rede de amigos e colegas de trabalho e estes para outros, outros, outros até empestiar todo o mundo corporativo.

Aprendemos em palestras, cursos, treinamentos que há diferentes tipos de líderes: os autoritários, os democráticos, permissivos, etc. São apenas rótulos para separar os diversos tipos de comportamentos e relacionamentos que os líderes possuem com seus comandados. Muitas vezes, nestes momentos de “aprendizagem”, esquecem de dizer ou não sabem dizer que, independente da classificação da “tribo” onde o líder está enquadrado, ele precisa fundamentalmente ter o prazer de ser um líder.

Este prazer não vem encartado nas apostilas de cursos e treinamentos, vem da vontade renovada de todos os dias do profissional de liderança saber verdadeiramente se despojar de seu pedestal hierárquico e doar-se para orientar, aconselhar, preparar seus comandados e desarmar-se para as aprendizagens, críticas e até autocriticas.

Entendendo-se esta essência principal da liderança, fica muito mais fácil harmonizar todo o ambiente de trabalho de forma clara e verdadeira. Podendo assim, até economizar tempos preciosos de nosso dia, inclusive em forma de e-mails.

José Ronaldo Figueiredo é Supervisor de Atendimento da TMS Call Center.