Adedo faz parceria com francesa Intra CallCenter

0
1

O empresário Ariovaldo Ferreira, presidente da Adedo, está comemorando um acordo internacional com a francesa Intra CallCenter. Seis meses após o início da operação – resultado do redirecionamento empresarial da empresa de cobrança TecCobra -, este acordo abre as portas a novas parcerias, através da própria Intra, com parceiros na Ásia e a possibilidade de gerar negócios na América Latina. “O que me surpreedeu foi a visão empresarial de união, para suportar o crescimento global com base em parcerias locais. E todos ganham com visibilidade, prospecção de clientes e intercâmbio de know-how”, comemora o empresário.

Com 650 posições de atendimento e faturamento, em 2003, de 17,5 milhões de euros, a Intra possui dois sites na França (um em Amiens e outro em Paris) e vários clientes globais como Coca Cola, Aventis, Accor, 9 Telecom, DHL, Avis e T-Systems. O principal executivo da empresa, Eric Dadian, é presidente da associação francesa de callcenter. Na prática, a Adedo será o parceiro da Intra para a América Latina, absorvendo o atendimento a seus clientes na região, com o acordo firmado. As empresas se fortalecem, na opinião de Ariovaldo, para suportar estratégias globais de seus clientes. “O objetivo é ainda maior. Poderemos prospectar clientes globais juntos”, explica. A contrapartida imediata da Adedo é a transferência de know-how em cobrança, com a viabilização de uma nova empresa na Europa.

A expectativa de Ariovaldo é fechar o primeiro ano com a geração de pelo menos 1 milhão de euros, apenas para a Adedo. Ele comemora por exemplo a indicação do primeiro cliente que pode nascer com a parceria: uma empresa do ramo automobilístico. O projeto empresarial objetiva chegar ao atendimento offshore, onde houver necessidade de, principalmente, concorrer com preço. “O modelo, para operações offshore, pode ser de absorvemos no Brasil a operacionalização com a Intra, na França, fazer a gestão”, salienta. Esta é uma estratégia, de acordo com Ariovaldo, para romper o conceito dos clientes aceitarem operações à distância.