Almaviva contribui com empregabilidade

0
8
Apesar da crise econômica refletir diretamente no mercado de trabalho e elevar a taxa de desemprego, algumas cidades da região Nordeste estão caminhando contra esse cenário. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), em outubro, Alagoas foi o Estado que mais gerou empregos no Brasil – com a criação de 6.466 postos formais de trabalho, expansão de 1,82% em relação ao mês de setembro. Sergipe também registrou bom desempenho com 1.063 novas vagas. Uma das empresas que tem contribuído com esse número é a Almaviva. De janeiro a outubro, ela contratou 2.857 profissionais para a unidade de Aracaju (SE). Em Maceió foram 5.334 contratações. Em setembro passado, a multinacional inaugurou sua terceira operação na capital alagoana.
A empresa aposta no Brasil e, mesmo diante da desaceleração econômica, enxerga o futuro de maneira muito otimista no País. Até o momento, a companhia investiu R$ 63 milhões em Maceió e mais de R$ 30 milhões em Aracaju, gerando milhares de empregos e contribuindo para a renda familiar e economia local. “No primeiro semestre de 2016, planejamos ampliar a última unidade e chegar a oito mil profissionais contratados. Hoje, Maceió é a maior operação de todo o Grupo Almaviva”, afirma Francesco Renzetti, vice-presidente executivo da Almaviva do Brasil.