Anatel discute conversão pulso/minuto

0
2


Oferecer ao público, em especial aos órgãos de defesa do consumidor e às entidades representativas da sociedade, esclarecimentos sobre a introdução do minuto como novo critério de tarifação da telefonia fixa, em substituição ao pulso. Esse é o objetivo do segundo seminário sobre a conversão pulso/minuto, que acontece hoje (01/06), no Escritório Regional da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) em São Paulo, localizado na Rua Vergueiro, 3073, Vila Mariana. O encontro teve início às 9h30 e se estenderá até as 17 horas, com intervalo de almoço entre 12 e 14 horas.

Estudos técnicos da Agência para a conversão pulso/minuto, realizados entre 2004 e 2005, envolveram a análise de mais de 200 milhões de ligações e a avaliação dos mais diversos cenários da rotina de tarifação e bilhetagem das prestadoras. A Agência adotou, como pressuposto básico para a conversão, a neutralidade econômica: nem prestadoras nem usuários poderiam auferir benefícios além do de permitir maior transparência e controle dos gastos com telefonia fixa, objetivo central da medida.

Na semana passada, no dia 25 de maio, a Anatel realizou em sua sede, em Brasília, o primeiro dos dois eventos sobre a alteração da tarifação do STFC, na modalidade Local. Todos os dados acumulados durante o processo de estudos estão disponíveis no portal da Agência na internet.