Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Aposta no desenvolvimento

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Recente pesquisa realizada pela consultoria global em mobilidade de talentos LHH, com cerca de 400 gestores de talentos e líderes, mostra que 54% das empresas planejam aumentar os investimentos em desenvolvimento de liderança no próximo ano, e 41% afirmam que manterão os valores. E apenas 5% visam diminuir os aportes. Já dentre as prioridades listadas para 2015 estão: retenção de talentos e desenvolvimento de líderes.
Isso mostra que a gestão de talentos é um ponto que ganha cada vez mais valor aos olhos dos empresários. Todavia o maior desafio ainda reside na execução do desenvolvimento, ou seja, como criar espaço e contexto para que as pessoas se desenvolvam em conjunto com os negócios.
Quando perguntados quais são os desafios na execução de estratégias de gestão de profissionais, figura em primeiro lugar a retenção de talentos críticos, seguido de: desenvolvimento de um pipeline de liderança, desenvolvimento de talentos, obtenção de talentos de qualidade e, por último, o aumento dos níveis de engajamento. Isso porque atualmente o mercado exige que as empresas aperfeiçoem seus processos, tornando assim, muitas vezes, complicado para elas recrutarem, reterem e desenvolverem futuros líderes.
Tal cenário dificulta uma análise clara do potencial total da força de liderança dentro da organização e quando gestores trabalham nestas situações podem ocultar os talentos que possuem por medo. Além disso, a inabilidade de reter talentos críticos pode também impedir o desenvolvimento de um pipeline de liderança. Até porque ao surgir oportunidades no mercado de trabalho, estes profissionais podem acabar por migrar para outras companhias.
O levantamento detectou ainda as competências consideradas primordiais pelas empresas no que diz respeito ao desenvolvimento de líderes. Elas são, por ordem:
– Gestão de resultados;
– Visão estratégica;
– Liderança de times; 
– Colaboração;
– Comunicação;
–  Tomada de decisões;
– Coaching/mentoring;
– Comportamento ético;
– Habilidades interpessoais;
– Impacto e influência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima