Arinso desenvolve serviço de terceirização

0
2

A Arinso, líder internacional em serviços de RH, está introduzindo no mercado brasileiro o serviço AMO – Application Maintenance Outsourcing, para terceirização da gestão dos aplicativos de RH do sistema ERP (Enterprise Resource Planning) da SAP. Atuando em três tradicionais linhas de negócios – Business Consulting, Technology Services e People Services (BPO), a empresa de origem belga, mais uma vez inova ao completar sua oferta de People Services, desta vez, com um serviço remoto de manutenção de aplicativos. Essa linha de negócios vem recebendo grandes investimentos por parte da empresa e deve representar, em 2006, 45% do seu faturamento global. Hoje os contratos de AMO já respondem por 20% da receita da companhia.
“O amplo expertise da Arinso no sistema de RH da SAP, proporciona ao cliente uma enorme tranqüilidade, pois a equipe de AMO garante a atualização do módulo de RH, após a implementação, incluindo alterações legais, melhorias do sistema e correções”, explica Alexandre Ormigo, gerente de AMO da Arinso.
A área de Application Maintenance Outsourcing da Arinso oferece dois tipos de serviços: Manutenção do Aplicativo HR e Help Desk. No primeiro, os clientes terceirizam a gestão do sistema HR, desde a manutenção de tabelas até a melhoria sistêmica de funcionalidades, correção de bugs e atualizações de HRSPs (Human Resources Support Packages), baseados nos níveis de serviços contratados. Todo o processo de resolução de chamados pode ser realizado por meio das ferramentas Web Arinso HR Workspace ou TAW (Technical Agent Workspace). Já o serviço Help Desk é voltado para os clientes com necessidade de consultoria pontual, para resolução de problemas específicos relacionados ao aplicativo de RH, ou ainda orientação funcional sobre os processos do SAP HR. O cliente efetua a abertura de um chamado, relatando e detalhando o problema ou dúvida, definindo a sua prioridade para atendimento e resposta pela equipe de consultores, no prazo. “Ambos os serviços são prestados remotamente, reduzindo custos operacionais e de deslocamento, especialmente para empresas com sites espalhados geograficamente”, enfatiza Ormigo.