Atenção às novas práticas de gestão

Como fazer da transformação digital a base estratégica dos negócios

0
2
Fernando Brolo
Fernando Brolo

Autor: Fernando Brolo

Independentemente do tamanho da empresa, desde pequenas instituições até grandes corporações ou multinacionais, lidar com a transformação digital tem se tornado um fator essencial para sua sustentabilidade e crescimento. Nesse sentido, com a introdução de tecnologias disruptivas, novos processos e modelos de negócio são desenvolvidos diariamente, de modo que, para se tornar competitivo, é preciso estar atento a todos os conceitos de inovação.

Para se ter uma ideia, de acordo com levantamento realizado recentemente pela Brasscom, foi constatado que a transformação digital deve movimentar cerca de R$ 250 bilhões até 2021, intensificando programas relacionados à Internet das Coisas (IoT), Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning, entre outros.

Outra pesquisa interessante, realizada pela consultoria Capgemini, revelou que a digitalização já faz parte, de alguma forma, do dia a dia de 63% das empresas brasileiras. Isso significa que a maioria das companhias já sentiram a necessidade da implementação de tecnologias disruptivas em seus processos operacionais e gestão. Mesmo assim, um dilema ainda muito recorrente é: como tornar o ambiente empresarial totalmente digitalizado, de modo a tornar a transformação digital parte estratégica do negócio?

Para responder esse impasse, acredito que o primeiro passo é entender que a transformação digital não envolve apenas a otimização de processos. O conceito também está relacionado, principalmente, a uma mudança cultural, que motiva as organizações a se desafiarem dia após dia com a integração da tecnologia digital em todas as áreas do negócio. Deste modo, podemos considerar que ela é sustentada por três fatores essenciais, tais quais:

– Pessoas: Estabelecer uma mentalidade inovadora entre as equipes é essencial para iniciar qualquer projeto de transformação digital;

– Negócios: Além de inspirar o time na mudança de mindset, é preciso desenvolver estratégias que possam impulsionar a digitalização no dia a dia da organização;

– Tecnologia: Após traçado todo o planejamento, é hora de usar tecnologias emergentes, como Inteligência Artificial ou Big Data, por exemplo, a fim de otimizar todos os processos e a gestão como um todo da companhia.

Redesenhando o conceito empresarial
Para direcionar estrategicamente as atividades de uma companhia, a fim de torná-la inovadora de fato, é importante que, tanto o gestor quanto os demais colaboradores, dediquem todos seus esforços. Como exemplo, destaco que é importante inovar em processos operacionais, com a automação de atividades repetitivas e mecânicas. Além disso, o desenvolvimento das habilidades de todo o time é outro fator crucial, a fim de torná-los cada vez mais capacitados em suas demandas, de forma criativa e dinâmica.

Outro ponto essencial é transformar a experiência do cliente. Como exemplo disso, é possível avaliar o comportamento do público com novas ferramentas, identificando práticas mais assertivas que potencializem um bom relacionamento com os consumidores. Outra estratégia é diversificar os canais de atendimento, tornando esse processo cada vez mais digital.

Por fim, é importante transformar continuamente o modelo de negócio. Digo isso porque a transformação digital se reinventa a cada dia, e para permanecer competitivo no mercado, é fundamental que os líderes busquem sempre inovar a gestão empresarial. Além da implementação de novos produtos e serviços, é importante estabelecer um ambiente colaborativo e dinâmico, em que todo o time atue de forma harmônica em prol da sustentabilidade da organização.

E então, a estratégia de sua empresa está voltada para a Transformação Digital?

Fernando Brolo é sales partner na LogiThink.