Atitudes para se manter motivado

0
2



Recentemente, o mundo corporativo passou a notar que o maior ativo de uma empresa são as pessoas e que, por meio delas é possível obter resultados surpreendentes. O desejo de todas as organizações é construir equipes de alta performance e para isso, o primeiro passo é garantir que as pessoas estejam capacitadas e motivadas. Pesquisas comprovam que benefícios e salários atraentes não são suficientes para influenciar positivamente o desempenho de um funcionário, segundo Caroline Calaça, especialista em coaching corporativo e desenvolvimento de liderança. Daí a importância de mudar hábitos, capacitar a liderança e criar uma cultura de valorização da auto motivação, educando as pessoas a encontrarem dentro delas mesmas as razões que as movem.

 

“Todo indivíduo tem a capacidade de gerar dentro de si energia suficiente para se mover, mas poucos adotam esta prática. Isto porque a tendência dos seres humanos é buscar a zona de conforto. Cabe a cada um se conscientizar de seus alvos e entender qual é o ônus a pagar pelos bônus que deseja receber e responsabilizar-se por tomar decisões congruentes com o que deseja para si”, afirma Caroline. Ao contrário do que se pratica, promover a competição excessiva entre os membros de um grupo e gerir pela pressão por resultados constantemente pode resultar em fadiga e falta de motivação, de acordo com a coach. “Com o tempo as pessoas se sentem incapazes de alcançar alvos e desistem. Se acostumam a entregar muito menos do que as metas, inatingíveis, propostas pela empresa e com o tempo, a queda da produtividade não incomoda mais.”

 

Segundo Caroline, cabe à liderança a capacidade de auxiliar seus liderados a descobrirem individualmente o “combustível” necessário para colocá-los em movimento. E até que estejam aptos a se “abastecerem” sozinhos, o líder precisa diariamente vincular os desafios propostos aos ganhos que fazem sentido para cada um e, além disso, perceber qual é a dosagem ideal de estímulo para cada pessoa de sua equipe. Quando se exerce a função de gestor é importante manter proximidade e uma relação aberta com os indivíduos, entender quais são os pontos positivos e negativos de cada membro, fazer com que as pessoas reconheçam os talentos uns dos outros e incentivá-las a cooperar mutuamente. Os colaboradores têm a necessidade de fazer parte de um time, desejam aprender e se sentirem úteis constantemente.