Bandeirante aposta em VoIP

0
3

A NEC do Brasil, empresa provedora de soluções integradas de comunicações e tecnologia da informação para operadoras, corporações e governo, implantou amplo projeto de Voz sobre IP (VoIP) para comunicação convergente de voz e dados das unidades da Bandeirante Energia. Empresa do Grupo português EDP, a Bandeirante atende 28 municípios do Estado de São Paulo, distribuídos nas regiões do Alto Tietê e Vale do Paraíba.

Interligadas por meio de rede IP MPLS na configuração full mash – onde todas as unidades se comunicam – as 28 localidades da Bandeirante ganharam agilidade, eficiência e economia, na comunicação de voz e dados com a solução da NEC. Composta por seis plataformas PABX de arquitetura convergente da família NEAX, com 3.000 portas, a solução, cuja implantação foi concluída em maio, já representa uma economia de 20% em relação ao sistema anteriormente utilizado. A companhia prevê atingir uma redução de custos da ordem de 30% ainda este ano, com a implantação das rotas inteligentes nos PABX´s.

A redução nos custos reflete a utilização da comunicação VoIP entre todas as unidades da Bandeirante, o que antes era feito através da rede pública. Além disso, o projeto possibilitou a implantação de ramais remotos em localidades onde não se justifica a implantação de um novo PABX e a implementação de um plano de encaminhamento inteligente das chamadas, que também impacta na queda dos custos. “O mais interessante é que toda esta tecnologia fica totalmente imperceptível ao usuário. Basta que ele faça normalmente sua ligação, que a tecnologia NEC irá definir qual a forma mais eficiente e inteligente de roteá-la”, explica Angelino Piccolo Neto, Diretor do IP Network da NEC.

De todas as funcionalidades permitidas pelo novo sistema, a que mais deve influenciar na redução de custos é a implementação do plano de encaminhamento das chamadas, conhecido como rotas inteligentes. “Trata-se de uma forma de otimizar as ligações, através de software da NEC instalados nas centrais que têm a capacidade de transformar ligações intermunicipais em locais, atingindo inclusive prefixos que estejam na borda do sistema”, detalha Piccolo. Na prática, se um usuário em São Paulo quiser falar com um cliente em São José dos Campos, sua chamada será automaticamente encaminhada para a central PABX daquela cidade e a chamada passa a ser local.

Outros benefícios resultantes do projeto foram o ganho em agilidade e eficiência. Isso foi possível graças ao protocolo de comunicação Fusion da rede de PABX da NEC, que permite que a rede corporativa da Bandeirante funcione como um único sistema com total transparência de facilidades, como por exemplo um único plano de numeração, telefonista centralizada para toda área de concessão da Bandeirante, gestão centralizada de tarifação, além facilidades como re-chamada, identificação do número do chamador, siga-me, entre outras, possibilitando mobilidade dos funcionários entre as áreas de concessão e realização de sistema de conferência em rede.

Além dos benefícios já obtidos, com a nova configuração, a rede de comunicação da Bandeirante está totalmente preparada para receber tráfego multimídia. “O próximo passo será a implementação do tráfego de imagens, como videoconferência, segurança patrimonial e imagens operacionais referentes ao telecomando através do COS (Centro de Operação de Serviços)”, afirma Vitor Luiz Guitte Gardiman, Gerente Executivo de Suporte Tecnológico da Bandeirante Energia. Neste caso, uma simples ligação telefônica pode ser uma poderosa ferramenta para comando operacional, agilizando a operação e melhorando o atendimento ao usuário.

A história entre a NEC do Brasil e a Bandeirante Energia começou muito antes deste projeto. Em 1999, as empresas iniciaram o desenho do plano de ramais que, já naquela época, previa a possibilidade de interligação de uma única rede de ramais para comunicação corporativa. “A filosofia da NEC foi sempre proteger os investimentos dos seus clientes, desenvolvendo tecnologia capaz de evoluir para atender novas aplicações com up-grades de relativa simplicidade”, diz Piccolo, da NEC. Graças a esse conceito, a implantação do projeto da Bandeirante foi viável sem que grandes custos fossem envolvidos, uma vez que a empresa já contava com toda a infra-estrutura de PABX implantada pela NEC.