Call center blindado

0
2



As novas regulamentações do setor de relacionamento com cliente exigiram reestruturações dos call centers, como a maior capacitação dos operadores. Entretanto, o bom funcionamento técnico da infraestrutura se tornou igualmente essencial para atender as exigências legais. Neste cenário, a blindagem arquitetônica passou a ser importante aos call centers. A procura se dá em função da proteção que ela proporciona contra a intrusão de criminosos que visam ao roubo de equipamentos, já que essas empresas possuem um elevado valor de ativos.

 

Outra crescente demanda do setor é a blindagem eletromagnética, que consiste na aplicação de painéis de aço e cobre revestindo o perímetro do call center. Ela garante a proteção contra a constante emissão de frequências eletromagnéticas que podem deteriorar os aparelhos, ocasionado prejuízo tanto aos sistemas como ao andamento dos processos de atendimento.

 

“Para o operador, aquele que está na linha de frente do atendimento, a blindagem, especialmente a eletromagnética, significa maior proteção aos sistemas e, consequentemente, maior produtividade no atendimento”, afirma Vinicius de Luca, diretor da Vault, empresa especializada em blindagem arquitetônica e controle de acesso.

 

Um exemplo de implementação de blindagem contra interferência eletromagnética foi no no Centro de Processamento de Dados (CPD) da Contax, na unidade no Recife, realizada no final do ano passado pela Vault. O projeto, desenvolvido especialmente para o call center, contou com a utilização de materiais diferenciados da blindagem convencional, como aço e vidro.