Callink amplia parceria com Claro

0
10
Bruna Veríssimo e Raphael Cunha
Bruna Veríssimo e Raphael Cunha

A Callink concluiu, neste mês, a implantação de uma nova operação para Claro, contendo 578 posições de atendimentos, sendo mais da metade em home office, e 1.350 novos colaboradores. Essa é mais uma parceria entre as duas empresas, com um histórico que foi determinante para o novo contrato. Além dessa operação, a Callink já prepara a implantação de outros três novos clientes, fechados no último mês.

De acordo com a empresa, a nova operação da Claro é resultado da sua agilidade nas ações diante da pandemia, principalmente com a implantação do home office. Isso porque em apenas 10 dias foi possível colocar 70% dos colaboradores do televendas da operadora trabalhando em casa, como explica o executivo comercial Raphael Cunha. “Essa nossa agilidade na operação de televendas, vinculada à diretoria comercial, chamou atenção da diretoria de atendimento. Eles observaram que enquanto demais empresas prestadoras de serviço ainda estavam buscando soluções, nós já tínhamos implantado o home office de forma rápida e estável. A partir daí iniciamos a negociação para ampliar a parceria e trazer esta nova operação.”

A implantação da operação também exigiu outros ajustes que foram feitos com agilidade. “Esta é uma operação extremamente complexa e sua implantação foi também uma oportunidade de aprender e trabalhar com a visão e ritmo de uma nova diretoria da Claro. Foi um processo de transição desafiador, em que reinventamos o modelo de gestão para ajustar às necessidades diante do cenário desta pandemia. Um exemplo foi a implantação do recrutamento, seleção e treinamento 100% online”, explicou a gerente comercial da Callink, Bruna Veríssimo.

A operação denominada Claro Brasil E2E, na Callink, atua como Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) recebendo parte das ligações feitas para o 0800, seja para tirar dúvida, fazer contestações de fatura, e outras questões. Além deste atendimento nível 1, a operação ainda conta com as células de retenção de cliente e de back office, que dão sequência para ações mais específicas.