Cinco ações em busca da excelência

0
3



Em um treinamento recente, uma participante, proprietária de uma loja, me fez o seguinte questionamento: Como fazer para conseguir uma equipe excelente?


Com certeza essa dúvida não é só dela. Essa é uma pergunta que ocupa um bom pedaço da mente de uma grande parte dos profissionais que exercem o papel de gestores. Não existem fórmulas mágicas para isso. Entretanto, existem algumas maneiras de se melhorar a performance da organização, através das pessoas, executando alguns procedimentos, nem sempre simples mas, eficazes. Vamos a eles:

 


  • Contrate pessoas que gostem de gente, sintam-se felizes em se relacionar, tenham atitudes adequadas ao seu tipo de negócio e que sejam empáticas. Ao conseguirem se colocar no lugar dos outros, principalmente dos clientes, terão uma visão de “solução” e não de produto. Pessoas de difícil relacionamento, além dos problemas inerentes a isso, têm o agravante de contaminar o grupo. Uma maçã podre pode por toda caixa a perder;
  • Conheça sua equipe, seus pontos fortes e pontos que precisam de melhorias. Saiba o que os leva a se motivarem, se energizarem e o que produz efeito contrário em cada um deles. Essa análise deve ser feita individualmente, uma vez que cada componente da equipe tem particularidades que devem ser levadas em consideração. É um desafio colocar o indivíduo certo no lugar certo. Só se consegue isso conhecendo bem as pessoas e a empresa;
  • Tenha um plano de desenvolvimento das habilidades pessoais de cada componente da sua equipe. Habilidades podem e devem ser melhoradas, principalmente as que têm relação com os clientes;
  • Elimine o amadorismo. Transforme os membros da sua equipe em profissionais gabaritados, que tenham todo o conhecimento técnico necessário para que consigam um desempenho superior nas suas atividades diárias. É importante que tenham conhecimento sobre o mercado em que estão inseridos, sobre a empresa em que trabalham e sobre o negócio dos seus clientes. Só assim conseguirão apresentar propostas que agreguem valor a eles;
  • Tenha indicadores formais de desempenho e um plano de recompensa que seja do conhecimento de todos. Nesse ponto, procure ser o mais justo possível e não deixe de destacar os que possuem desempenho superior. Eles servirão de exemplo para todos os componentes da equipe.

Os pontos a serem levados em consideração não se restringem a estes, mas ao praticar as cinco ações descritas anteriormente, a chance de se construir uma equipe capaz de um desempenho superior sai do empírico, da sorte, para algo mais próximo do científico, aumentando suas chances de sucesso.


 

Edimilson Queiroz de Melo é administrador de empresas e consultor.