Coaching aumenta produtividade dos executivos

0
3



Pesquisa da psicóloga e diretora da divisão Coaching da empresa Korum Transição de Carreira, Sueli Milaré, aponta que 90% dos executivos que participaram de programa de coaching melhoraram na avaliação dos recursos relacionados com o setor produtividade. Ela conta ainda que 70% evoluíram positivamente na capacidade de relacionar-se e 80% melhoraram em relação à prontidão para mudanças. “Vale dizer que todos indicaram, no início do programa, disponibilidade para mudar o comportamento, sendo que foi constatado, durante o coaching, que apenas 20% estavam realmente com prontidão adequada para absorver mudanças nas organizações”, conta Sueli.


A diretora afirma que metade dos executivos apresentou perfil específico: ação voltada apenas ao resultado, forte ansiedade em sua obtenção e baixa competência de liderança. Já os executivos apontaram a falta de feedback e de reconhecimento por parte dos superiores como causas dos déficits de desempenho. Segundo Sueli, certos perfis podem ser considerados como mais prováveis de enfrentar problemas e, adicionados às condições de gerenciamento a que o executivo está submetido em seu ambiente de trabalho, poderão gerar desempenho inadequado.


Para a psicóloga, a indicação de coaching aos executivos, pelas empresas, deve-se, principalmente, à falta de compreensão dos superiores quanto às percepções e expectativas que o participante tem da organização. E, por outro lado, pela falta de percepção do próprio participante sobre a necessidade de adequar suas atitudes às exigências deste ambiente. Ela acredita que o coaching proporciona, além do que se estabelece como meta do programa, o aumento da autoconfiança, clareza das expectativas de desempenho e aquisição de flexibilidade.