Com foco nas pequenas e médias cidades

0
10



Com modelo de franquia para a estruturação do call center, a Netcallcenter foca no objetivo de trazer funcionalidade aos negócios em pequenas e médias cidades. “A escolha principal foi desenvolver e gerar mão de obra local, reduzir absenteísmo, ter uma aproximação do colaborador e prestar serviços regionalmente”, pontua Clarice Kobayashi, VP de marketing e estratégia de negócios da Netcallcenter. De acordo com a executiva, o custo total de investimento no interior chega a representar uma redução de 10% a 20% em relação aos grandes centros.

 

A empresa está presente em Santo André (SP), Fortaleza (CE), no interior de São Paulo – com projeto em três localidades – e em outras três cidades de Goiás, Bahia e Minas Gerais. Cada unidade tem 50, 100 ou 200 PA´s e trabalha com crescimento modular, ou seja, de acordo com as necessidades, a maturidade e o mercado local, como explica Clarice. “Temos três projetos em cidades do interior. No nosso estudo de viabilidade, foi feito o levantamento geo-marketing, ou seja, não são consumidores, mas sim a quantidade de empresas na região que demandam serviços de atendimento”, informa.

 

A infraestrutura no interior ainda está em processo de desenvolvimento, na avaliação e Clarice. Contudo, há qualidade de vida, redução no tempo de locomoção e melhor custo de vida, com alimentação e transporte. “Como infraestrutura é algo que deve vir com o tempo, acredito que os pontos positivos são maiores. Há falta de mão de obra especializada, porém este tipo de recurso é treinável e o investimento não se perde facilmente por conta do turn over ser menor”, acrescenta, apontando que em cidades menores, o investimento em treinamento é melhor aproveitado porque o colaborador fica mais tempo no cargo e tende a encarar a situação como um desenvolvimento profissional. “Desta forma, teremos um Brasil desenvolvido de forma mais distribuída”, resume.