CTBC expande seus serviços

0
3

A partir de agora, todos os moradores de Belo Horizonte, região metropolitana e do Estado de Minas Gerais, em sua totalidade, terão mais uma opção na suas ligações interurbanas nacionais (LDN) e internacionais (LDI). E que a CTBC, operadora de telecomunicações do grupo brasileiro Algar, com sede no Triângulo Mineiro, acaba de iniciar uma campanha na capital mineira para divulgar seu código de longa distância, o 12.

Como desde o início deste ano, a empresa está realizando as etapas de sua expansão, para fora da área de sua concessão original, Belo Horizonte foi a primeira capital brasileira escolhida pela CTBC para levar os seus planos de telefonia interurbana, para o segmento residencial. Isso tudo se torna possível, pois a CTBC conquistou, neste ano, licença da Anatel para atuar para fora das áreas de sua concessão original
(parte dos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo). Além de realizar seus planos de Expansão para o País, a CTBC adquiriu um ponto de interconexão, em Miami, para garantir também que seus clientes passem a fazer ligações internacionais conectados no exterior, com performance de qualidade, e a custos mais acessíveis.
A CTBC aposta no sucesso desta campanha e afirma que trabalhará para sempre oferecer os melhores planos de tarifas a todos os que se valerem do código 12 em suas ligações. Com mais de um milhão de clientes e uma receita líquida anual de R$ 1,1 bilhão a operadora brasileira espera incrementar em 10% nos próximos dois anos, o seu tráfego de longa distância, contemplando todas as novas áreas de seu plano de Expansão. Nesta primeira fase, a CTBC investirá cerca de R$ 18 milhões em
transmissão e rede e, em torno de R$ 3 milhões, em campanhas de divulgação.

Outras soluções
Além de atuar em telefonia fixa e móvel, a CTBC mantém uma rede óptica de 8,5 mil km para interligar e oferecer outras soluções de telecomunicações (comunicação de dados, internet, TV por assinatura, Data Center) em todo o País, interconectando mais de 300 localidades. Quando concluir seus planos de expansão estará abrangendo em torno de 950 novos municípios.

Em Belo Horizonte, a empresa já é conhecida há quatro décadas, como por exemplo, através da prestação de serviços ao Mercado Corporativo, envolvendo grandes empresas clientes. Através também de redes ópticas metropolitanas construídas para ligar as principais regiões brasileiras e centros decisórios a própria Belo Horizonte interconecta-se a Brasília, Rio de Janeiro, Campinas, Ribeirão Preto e Curitiba. Neste
ano, inclusive, o município prestou homenagem à CTBC, através da Câmara
Municipal, pelos seu aniversário de 50 anos e pelos serviços prestados à capital.

“Estamos apostando na consolidação de nossa presença em Minas Gerais, pois é um Estado extremamente importante para nossos negócios”, afirma o superintendente da CTBC, Weber Pimenta de Melo, referindo-se a mais esta etapa do plano de expansão da operadora. O executivo lembra ainda que, “em seus 50 anos de atuação, a CTBC pôde mergulhar a fundo no jeito mineiro de ser e com isso ter a capacidade de entender perfeitamente suas necessidades e antecipar soluções”.
Tarifas
A linha de atuação da CTBC sempre foi a de atender as demandas em telecomunicações sob o ponto de vista “do” cliente. Com este foco, as operações, tanto em telefonia fixa, quanto móvel, contemplam o freqüente lançamento de planos especiais e o estudo de tarifas adequadas aos diversos perfis de utilização.
Dentro destes planos são contempladas facilidades que permitem uma melhor relação de custo e benefícios como, por exemplo, descontos por volume, ou seja, quanto maior a quantidade de minutos consumidos, menor o preço que o cliente paga. Também há o recurso da tarifação “flat”, que traduz-se por preços iguais por faixa de minutos, com simplicidade no uso e opções de tarifas de acordo com o perfil de uso do cliente (Dia, Noite e Fim de Semana). Além da telefonia fixa na longa distância, com a facilidade da escolha de código de prestadoras (CSP) implementada pela
Anatel, o 12 passa a ser também uma opção para as chamadas interurbanas do celular.
O Market Share (índice de participação de mercado) da operadora de 75% mantém-se líder, há quatro anos consecutivos, nos estados onde a CTBC atua (parte dos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo). Somente em Minas, este market share é de 80% compreendendo, atualmente, cerca de 90 municípios no Estado onde a CTBC já consolida sua presença. “A opção de nossos clientes pelo código 12 é sem dúvida uma confirmação e um reflexo de que temos tarifas competitivas, que agora queremos levar também como uma opção para os belorizontinos”, frisa Eduardo Parra, diretor de Marketing e Vendas da CTBC.
Há 50 anos a CTBC surgiu do sonho de seu fundador Alexandrino Garcia, que queria levar atender a demandas de comunicação das pessoas interligando diversas regiões do Brasil Central aos grandes centros de decisões de negócios, como as capitais brasileiras. “Nascemos no Triângulo Mineiro no coração de Minas e do Brasil e crescemos e continuamos a expandir nossas fronteiras, mas estivemos sempre aqui.
Para nós, e para todas as empresas Algar, a proximidade não se refere a uma posição geográfica, mas a estar junto ao cliente, no seu dia-a-dia, ouvindo seus desejos e aspirações para melhor atendê-lo, seja a dona de casa, o pequeno comerciante, ou uma empresa de grande porte”, conclui Parra.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVOL registra R$ 3,19 bilhões
Próximo artigoSatisfação no atendimento