Evolução constante

0
3

Padronização, desenvolvimento, novas oportunidades, abertura de mercado, novos players e prestadores de serviço: tudo isso fez parte dos últimos 10 anos de relacionamento com o cliente. No universo pós-mudanças, fica a certeza da necessidade de buscar um atendimento personalizado e eficiente. Em entrevista exclusiva, José Eduardo Abucham D´Amico, presidente as TSA, comenta as mudanças da década.
Callcenter.inf.br – Quais as principais mudanças que enxerga do mercado nesses últimos 10 anos?
José Eduardo Abucham D´Amico – O mercado de relacionamento passou por mudanças significativas, tendo que cada vez mais se estruturar para atender os anseios dos consumidores, que ficaram mais exigentes. Ao longo desse período, passamos diferentes fases com focos de padronização de processos, desenvolvimento de tecnologias, crescimento de oportunidades de emprego, abertura do mercado para áreas de apoio ao callcenter e descentralizações das operações em diferentes prestadores de serviço. Hoje identificamos a necessidade de resgate da personalização no relacionamento.
Quem era a TSA há 10 anos e quem ela é hoje?
A TSA nasceu em 2003 como uma empresa prestadora de serviços de contactcenter.Evoluímos muito nesse período, começando com menos de 20 funcionários e hoje alcançamos a marca de 2600.Entramos no segmento de monitoria externa da qualidade e, com muito investimento, nos tornamos reconhecidos pelo mercado.Com isso, a TSA se especializou em gestão de qualidade e migrou as operações de contactcenter para a nova marca do grupo, a Parla! Contact Center.