O canal para quem respira cliente.

Falsa mensagem da Serasa deleta arquivos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Um vírus poderosíssimo, capaz de apagar todos os arquivos de texto, dados e imagem, está circulando na Internet. A praga, travestida de mensagem da Serasa, informa ao internauta que o nome dele, negativado, consta no banco de dados da instituição “x” números de vezes. Desavisado, o destinatário clica no suposto link ativo, que deveria conduzir à informação detalhada, mas tem tem uma terrível surpresa: a tela se apaga e de nada adianta mover o mouse ou reiniciar o computador, simplesmente porque tudo que nele existia foi eliminado.
A respeito do ato de vandalismo, a Serasa pediu à reportagem da Cliente SA e Call Center.Inf., que recomende aos internautas que não tentem abrir a mensagem em hipótese alguma, informando que não costuma fazer qualquer tipo de contato com pessoas, empresas e instituições por e-mail. Pelo contrário, na Câmara-e.net, integrada ao Comite Anti-Spam, reforça o exército de usuários de Internet que desaporovam e combatem essa prática desrespeitosa. E criou, na home page, um hot site cujo conteúdo reforça essa posição.

Nota de advertência – De modo a evitar o uso do próprio nome pelos crackers, a Serasa estampou na home do site, a mensagem que transcrevemos a seguir.
“Esclarecemos que a Serasa não envia e-mails para notificação ou verificação de pendências financeiras cadastradas em seus bancos de dados. Ao receber qualquer e-mail com esse tipo de mensagem, recomendamos sua deleção imediata, sem que seja aberto qualquer arquivo anexado ou clicado o link oferecido. Trata-se de um SCAM (SPAM fraudulento).
Caso ocorra visita ao site embutido na mensagem, o usuário receberá um comunicado padrão tal como “nada consta no seu nome” e, sem seu conhecimento, será instalado um aplicativo no computador denominado Keylogger (leitor de teclado). Por meio desse trojan (cavalo de tróia), o interessado na fraude obtém informações sobre contas e senhas de Internet Banking.
A primeira orientação para esses casos é a não-utilização do computador para transações bancárias enquanto não for detectado, combatido e anulado o trojan (keylogger). Em seguida, comunique e consulte o seu fornecedor de software de vacina antivírus sobre quais são os procedimentos para que o trojan seja eliminado.
A Serasa comunicou o fato da circulação na Internet desse tipo de e-mail (ataque de SCAM) à polícia especializada em crimes eletrônicos e vem desenvolvendo providências jurídicas e técnicas na busca de evitar as possíveis recorrências (novos ataques) desse SCAM.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Falsa mensagem da Serasa deleta arquivos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Um vírus poderosíssimo, capaz de apagar todos os arquivos de texto, dados e imagem, está circulando na Internet. A praga, travestida de mensagem da Serasa, informa ao internauta que o nome dele, negativado, consta no banco de dados da instituição “x” números de vezes. Desavisado, o destinatário clica no suposto link ativo, que deveria conduzir à informação detalhada, mas tem tem uma terrível surpresa: a tela se apaga e de nada adianta mover o mouse ou reiniciar o computador, simplesmente porque tudo que nele existia foi eliminado.
A respeito do ato de vandalismo, a Serasa pediu à reportagem da Cliente SA e Call Center.Inf., que recomende aos internautas que não tentem abrir a mensagem em hipótese alguma, informando que não costuma fazer qualquer tipo de contato com pessoas, empresas e instituições por e-mail. Pelo contrário, na Câmara-e.net, integrada ao Comite Anti-Spam, reforça o exército de usuários de Internet que desaporovam e combatem essa prática desrespeitosa. E criou, na home page, um hot site cujo conteúdo reforça essa posição.

Nota de advertência – De modo a evitar o uso do próprio nome pelos crackers, a Serasa estampou na home do site, a mensagem que transcrevemos a seguir.
“Esclarecemos que a Serasa não envia e-mails para notificação ou verificação de pendências financeiras cadastradas em seus bancos de dados. Ao receber qualquer e-mail com esse tipo de mensagem, recomendamos sua deleção imediata, sem que seja aberto qualquer arquivo anexado ou clicado o link oferecido. Trata-se de um SCAM (SPAM fraudulento).
Caso ocorra visita ao site embutido na mensagem, o usuário receberá um comunicado padrão tal como “nada consta no seu nome” e, sem seu conhecimento, será instalado um aplicativo no computador denominado Keylogger (leitor de teclado). Por meio desse trojan (cavalo de tróia), o interessado na fraude obtém informações sobre contas e senhas de Internet Banking.
A primeira orientação para esses casos é a não-utilização do computador para transações bancárias enquanto não for detectado, combatido e anulado o trojan (keylogger). Em seguida, comunique e consulte o seu fornecedor de software de vacina antivírus sobre quais são os procedimentos para que o trojan seja eliminado.
A Serasa comunicou o fato da circulação na Internet desse tipo de e-mail (ataque de SCAM) à polícia especializada em crimes eletrônicos e vem desenvolvendo providências jurídicas e técnicas na busca de evitar as possíveis recorrências (novos ataques) desse SCAM.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima