O canal para quem respira cliente.

Pesquisar
Close this search box.
Olivier Jouve, diretor de produtos da Genesys

Genesys e Lighthouse Works se unem para melhorar oportunidades a cegos e deficientes visuais 

Solução da Lighthouse Works oferece uma interface mais acessível para a Genesys Cloud e permite que as organizações criem empregos em contact centers para cegos e deficientes visuais

A Genesys, empresa global que orquestra experiências alimentadas por IA na nuvem, e a Lighthouse Works, organização de terceirização de processos de negócios (BPO), anunciaram uma parceria para ajudar a aumentar as oportunidades de carreira globais para indivíduos que são cegos ou deficientes visuais (C/DV). Juntas, as empresas estão fornecendo uma solução acessível de orquestração de experiências que qualquer organização pode implantar para capacitar indivíduos C/DV na força de trabalho de contact centers. 

“De acordo com a Organização Mundial da Saúde, pelo menos 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo têm uma deficiência visual de perto ou de longe. Somente nos Estados Unidos, quase 70% das pessoas que são cegas ou deficientes visuais não estão empregadas, conforme relatado pelas Indústrias Nacionais para Cegos.  Para aumentar as oportunidades de emprego para essa comunidade, o EquiVista da Lighthouse Works agora está disponível exclusivamente na plataforma Genesys Cloud. Com base na experiência da Lighthouse Works na Genesys Cloud, este novo aplicativo equipa organizações em todo o mundo com uma interface de usuário simplificada que pode ser personalizada para indivíduos e alinhada com suas habilidades visuais. O EquiVista incorpora o software de leitura de tela Jobs Access with Speech (JAWS) para criar fluxos de trabalho mais eficientes por meio da automação, permitindo que indivíduos C/DV usem a Genesys Cloud para se envolverem perfeitamente com os clientes”, explicou Kyle Johnson, CEO e presidente da Lighthouse Works

Possibilidades da solução

A solução fornece às organizações a capacidade de automatizar comportamentos repetitivos; fluxos de trabalho simplificados para melhor eficiência; suporte a teclas de atalho para controle simplificado; capacidade de cumprir regulamentos federais e internacionais, incluindo as normas de conformidade do nível AA das Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG) 2.2; personalização granular da interface do usuário, permitindo que a área de trabalho de cada agente seja adaptada às suas habilidades. 

De acordo com o executivo, “o EquiVista surge em um momento em que a tecnologia e a acessibilidade estão no centro das estratégias de negócios globais. De acordo com a Forrester, 62% dos entrevistados na América do Norte, 55% na Europa e 63% na Ásia relatam um compromisso de cima para baixo com acessibilidade em suas organizações, com o trabalho realmente acontecendo para cumprir esses compromissos”. 

Ainda segundo Kyle, “várias iniciativas globais no horizonte estão focadas em remover barreiras para indivíduos com deficiência, tornando a disponibilidade do EquiVista no mercado de experiência do cliente ainda mais oportuna. A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas inclui 17 objetivos de desenvolvimento sustentável projetados para transformar o mundo e garantir a inclusão de pessoas com deficiência até 2030, com ênfase em emprego e educação. E, em junho de 2025, o Ato de Acessibilidade Europeu entra totalmente em vigor; foi introduzido pela União Europeia para ajudar as empresas a melhorarem o mercado de produtos e serviços acessíveis, ao mesmo tempo em que impulsiona o aumento de oportunidades de emprego para pessoas com habilidades diferentes”. 

Já segundo Chris Lewis, analista de telecomunicações e acessibilidade e diretor fundador da Lewis Insight, “estamos à beira do desenvolvimento de IA que removerá barreiras tecnológicas e de negócios. A parceria entre Genesys e Lighthouse Works é um ótimo exemplo de abertura de oportunidades de emprego e experiência do cliente para muitos indivíduos anteriormente excluídos.” 

Enquanto para Olivier Jouve, diretor de produtos da Genesys, “a tecnologia tem um papel poderoso a desempenhar na ajuda a pessoas com deficiência. A plataforma Genesys Cloud foi projetada para ser flexível e capacitar as organizações a adaptá-la às necessidades de seus negócios, tornando o que é possível na experiência do funcionário e do cliente ilimitado. Ao ajudar a criar oportunidades de mudança de vida para cegos e deficientes visuais, essa parceria entre Lighthouse Works e Genesys é um testemunho do que pode ser alcançado quando a empatia está no coração da experiência.” 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima