Grupo Santander Brasil adapta SAC às novas regras

0
2



Desde o dia 1º de dezembro, com a entrada em vigência do Decreto 6523/08, as áreas de atendimento aos clientes do Grupo Santander Brasil, compostas anteriormente pelo SAC do Banco Real e pela Central de Soluções do Santander, passaram a funcionar com importantes incrementos e investimentos em pessoal, tecnologia e treinamento. As duas áreas passaram por adaptações exigidas pela nova legislação. A Central de Soluções também passou a se chamar SAC e as duas áreas seguirão atendendo aos clientes de cada banco, porém com gestão unificada, para que possam usar os mesmos processos e métodos para o tratamento das demandas recebidas.

 

Segundo Marcelo Linardi, superintendente de SAC e Ouvidoria do Grupo Santander Brasil, a nova regra para funcionamento dos SACs agrega qualidade ao atendimento prestado aos clientes. “Nosso desafio sempre foi manter canais transparentes e livres para comunicação com o público, incentivando o uso. Queremos cada vez mais conhecer as demandas e os anseios de nossos clientes. E os canais que dispomos são os melhores meios para isso, já que nossa preocupação com a satisfação dos clientes é constante”, explica.

 

Atualmente, os clientes do Santander e Real têm vários canais de relacionamento à disposição, porém há diferenças entre o SAC e os demais canais telefônicos. Pelos SACs (Serviço de Apoio ao Cliente) do Santander e do Banco Real, os clientes contarão com serviço gratuito, por meio de linhas 0800, 24 horas por dia e sete dias por semana. As manifestações direcionadas aos SACs deverão estar relacionadas ao registro de reclamações, solicitações de cancelamento de produtos e serviços e pedidos de informações. “Estamos trabalhando para atender com rapidez e qualidade. Nosso objetivo é que todos fiquem satisfeitos com os nossos serviços, atendimento e produtos”, diz Linardi, lembrando que a seleção dos colaboradores dos SACs foi muito criteriosa, buscando profissionais que se identificam com as atividades relacionadas com o atendimento aos clientes.

 

Já a Superlinha, para o Santander, e o Disque Real, para o Banco Real, destinam-se à realização de negócios e movimentação de recursos, ou seja, são o seu “Banco por telefone”. Esses serviços continuarão à disposição dos clientes para que possam realizar boa parte das operações bancárias, que habitualmente também são realizadas nas agências e por meio da Internet.