Headsets em ambientes com telefonia VoIP

0
10


A infra-estrutura da comunicação empresarial abrange vários componentes que formam as camadas de rede, aplicativo, dispositivo e headset. Juntos, eles moldam um sistema que, quando projetado de forma adequada, permite um bom desempenho dos aplicativos de voz. Por outro lado, o comprometimento de qualquer um desses componentes causará um impacto negativo na performance total do sistema. Por exemplo, se a rede não tiver sido totalmente atualizada para assegurar QoS do tráfego de voz, ou se um aplicativo de telefonia IP estiver sendo executado em um PC sobrecarregado com outros mais exigentes, o desempenho do usuário ficará comprometido.

E os headsets estão desempenhando um papel cada vez mais global e vital nas empresas, permitindo mais do que simplesmente computação com função viva-voz. Mais do que convenientes, os headsets facilitam a comunicação colaborativa, causando grande impacto na percepção do usuário de VoIP ( Voice-over-Internet Protocol) em relação à qualidade de áudio. A avaliação e a seleção do headset apropriado como parte integrante da implementação do sistema na empresa permite definir uma solução completa e otimizada para as demandas do negócio, seja ele móvel ou realizado na própria mesa de trabalho.

Com o lançamento no mercado da próxima geração de aplicativos de colaboração por empresas como IBM, Microsoft, Cisco, Avaya e outras, cada vez está sendo mais importante permanecer conectado ao resto da organização. O headset sem fio, totalmente integrado a essa próxima geração de aplicativos, está criando uma força de trabalho conectada em tempo real.

Os headsets liberam os usuários na comunicação simultânea sem precisarem ficar presos às mesas de trabalho, inclusive dentro do escritório. Por manterem a conexão (sem fio), eles permitem que os funcionários permaneçam vinculados aos aplicativos de comunicação residentes em plataformas de comunicação fixa e móvel, como telefones de mesa, PCs e dispositivos móveis.

A escolha de um headset adequado é capaz de melhorar o desempenho de VoIP até mesmo quando a rede ou outros componentes do sistema não apresentam um desempenho ideal.

O headset representa o último trajeto da jornada. Além de ser mais pessoal, ele também é um componente impactante no desempenho do usuário em relação ao performance do sistema como um todo.

Portanto, é importante que o headset seja parte integrante do design de infra-estrutura da comunicação IP. O uso de headsets com qualidade empresarial permite que a inteligência desenvolvida no headset compense vários fatores de rede e ambiente, quando necessário, e também ofereça suporte a aplicativos e dispositivos necessários para a comunicação em tempo real.

Vale observar que várias empresas gastam milhões de dólares por ano com headsets sem sequer se darem conta disso. Os headsets representam um importante investimento de capital.

O VoIP não é “puramente uma outra aplicação na rede de dados”. Ele traz novos recursos para atender às expectativas preestabelecidas do usuário em relação ao desempenho de um sistema telefônico. O headset certo pode, entretanto, ajudar a minimizar conflitos no som da rede: eco, latência, distorção, artefatos, falta de correspondência entre banda estreita/ banda larga.

O que acontece quando você usa um headset não recomendado ou que não é compatível? Os headsets recomendados consistem na melhor seleção de headsets criada — tanto em termos de alta qualidade para uso geral quanto em relação a critérios específicos de VoIP. Quando compatíveis garantem uma excelente qualidade da comunicação em diversos tipos de ambientes e, provavelmente também produzirão bons resultados. Quando não, o risco será um pouco maior.

Vera Thomaz é territory manager da Plantronics.