Iniciativas que fazem diferença

0
2
Autora: Adriana Ghani
Pessoas felizes trabalham melhor. Conscientes disso, algumas empresas vêm apostando em ações diferenciadas para criar um clima organizacional positivo. Investindo em qualidade de vida e bem estar, integração entre funcionários e um ambiente descontraído, elas buscam reinventar o conceito de trabalho.
Um estudo realizado pela Towers Watson, intitulado de Estudo Global sobre Força de Trabalho, apontou que apenas 28% dos profissionais brasileiros estão altamente engajados no trabalho. Entre os demais, 30% estão desengajados, 26% se sentem sem suporte por parte das empresas e 16% estão desvinculados de suas companhias. Para se chegar a esse resultado, a empresa utilizou três conceitos: engajamento, suporte organizacional e bem-estar (físico, emocional e interpessoal).
O ritmo do dia a dia é intenso: prazos curtos, metas ousadas, clientes exigentes, mercado competitivo, inovação e mudanças rápidas. Tudo isso pode fazer com que o colaborador tenha uma queda significativa em seu rendimento. A pressão e o estresse são queixas constantes entre muitos profissionais. Desenvolver soluções criativas é uma boa alternativa para driblar estes fatores adversos e aumentar o nível de felicidade no trabalho, fazendo com que as pessoas estejam “de bem” com aquilo que fazem e aumentando assim seu desempenho profissional.
Passamos a maior parte do tempo no trabalho. Por isso o ambiente é algo fundamental para o clima organizacional. Algumas empresas tem adotado o conceito de escritório aberto, abolindo as divisórias e salas que antes separavam departamentos e hierarquias, facilitando a comunicação e a interação entre todos os funcionários.
Outros elementos como espaços para conversas informais, descanso e até mesmo salas de jogos podem ser incorporados ao ambiente para trazer bom humor e equilíbrio no cotidiano. Pequenas paradas durante o trabalho podem ser benéficas para quebrar os efeitos da pressão do dia a dia. Muitas empresas encontraram na ginástica laboral uma grande aliada para estes momentos de pausa. São poucos minutos que, além de prevenir lesões e melhorar o condicionamento físico, proporcionam descontração e integração entre as pessoas. Eventos também são ótimos para intensificar o espírito de equipe. Desde confraternizações promovidas pela empresa até happyhours e encontros organizados pelo próprio pessoal.
Existem centenas de iniciativas que fazem a diferença no clima organizacional. Cabe às empresas verificarem quais se adequam melhor à sua cultura e ao perfil de seus colaboradores. Basta pensar fora da caixa e tratar a felicidade no trabalho como ferramenta estratégica para a gestão de pessoas.
Adriana Ghani é analista de recursos humanos na Sou Educação Corporativa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais conectados!
Próximo artigoManual de prioridades do CEO