Instituto CSU comemora 10 mil alunos atendidos

0
2


O Instituto CSU, localizado no bairro de Pinheiros, em São Paulo, completa, em novembro, três anos com uma marca de 10 mil alunos atendidos em cursos gratuitos de microinformática para pessoas desempregadas. No entanto, para Elisângela dos Santos Silva, coordenadora do Instituto, o importante é o trabalho que vem sendo desenvolvido pela entidade. “A nossa principal expectativa para o ano de 2006 não são números, e sim continuar fazendo um bom trabalho”, explica Elisângela.

Além dos cursos de informática, o instituto, que é um projeto da CSU CardSystem SA, viabiliza aulas de orientação profissional para que os alunos tenham acesso a informações sobre vestuário e postura para facilitar a busca por uma oportunidade de trabalho. Uma das propostas do local é recuperar a baixa auto-estima dos estudantes, causada pelo desemprego. “Queremos promover a inclusão digital das pessoas com dificuldades para ingressar no mercado de trabalho. O instituto é o lado coração de toda a organização CSU”, afirma Felipe Zogbi, superintendente da área de recursos humanos.

O Instituto CSU oferece cursos durante o ano todo e nunca encerra inscrições. As turmas são agendadas de acordo com o número de alunos. Para fazer a inscrição, o candidato deve comparecer pessoalmente ao Instituto, localizado na Avenida Eusébio Matoso, 414, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, e fornecer dados pessoais e horários mais apropriados. Há a possibilidade de se inscrever também pelo site. A partir daí, será chamado para um teste de redação, para comprovar a alfabetização, e poderá efetuar a matrícula.

Tanto os cursos como os materiais didáticos são gratuitos. Os candidatos devem atender a alguns pré-requisitos como: ser maior de 16 anos, estar desempregado e ser alfabetizado. O Instituto disponibiliza oito horários à escolha do candidato em aulas diárias. Ao final do curso, os alunos são orientados a elaborar o currículo. Para receber o certificado de conclusão, exige-se freqüência de 80% das aulas, com tolerância de duas faltas durante o curso.