Jovens na mira

0
14
Um dos principais empregadores do Brasil, o mercado de call center também é conhecido por proporcionar a chance do primeiro emprego para muitas pessoas. É comum a contratação de jovens. Isso porque há muitas vantagens, segundo Fabrício Vendichetis Martins, diretor geral da Vikstar, que possui cerca de 86% dos colaboradores nessa faixa etária. “São pessoas sem vícios e com muita energia, fatores importantes para uma operação”, comenta. No entanto, junto com as vantagens estão os desafios, como contratação, motivação e engajamento. Em entrevista exclusiva, o diretor geral aponta as melhores formas de lidar com esse público.
Callcenter.inf.br – Quais são os maiores desafios de ter colaboradores jovens no call center?
Martins: Existem alguns desafios. O primeiro é atrair a atenção do jovem para o call center. Depois, atrair a atenção dele para trabalho. E, por fim, mostrar a ele que existe uma carreira que pode ser conquistada em um call center, ou seja, que não é simplesmente um emprego, mas, sim, pode ser o trabalho da vida deles.
Como vencer esses desafios?
No mundo de hoje notamos a gameficação em praticamente todas as áreas de trabalho e não é diferente em um call center. Estamos trabalhando forte com este conceito nos três pontos apontados (atração, atenção e retenção). Temos um grande projeto sendo implantado no momento e que os pilotos têm demonstrado resultados excelentes.
É preciso criar políticas de RH e processos específicos para os jovens?
Sim, é muito importante criar políticas e processos para os jovens, assim como os adultos e terceira idade. As políticas de RH na Vikstar são iguais para todos, porém, o perfil de uma operação e de outra podem variar dependendo do conhecimento desejado para a função.
É mais difícil liderar esse público?
É preciso entender bem como funciona esse público. Se bem liderado e motivado, eles seguem aprendendo e produzindo de forma muito boa, mas se não, se desinteressam com uma rapidez impressionante.
Qual o segredo para motivar essa geração Y?
Um dos segredos é saber pegar na mão quando precisa e os deixar trabalhar e fazer o trabalho sozinhos quando necessário. Outro ponto são as bonificações, a maioria dos colaboradores da Vikstar trabalha com bônus por produtividade, ou seja, ganha pelo quanto que trabalha, o que é justo tanto para ele, quanto para a empresa. Outro motivador que a Vikstar tem é proximidade da casa de quem lá trabalha, ou seja, as pessoas ganham tempo de vida e se sentem mais felizes por poderem cumprir outras atividades como o estudo ou ficar mais tempo com a família.