Lá vem o chato outra vez

0
3


Autor: Débora Martins

Toda equipe está sujeita a ser “contemplada” com um “chato”. Sabe, aqueles tipinhos inconvenientes, que fazem você gastar muita energia em feedback intermináveis; ouvindo sugestões sem fundamento e comentários inúteis. Sem contar os comentários da equipe, que o tempo todo questiona: O que esse cara está fazendo aqui?

Veja algumas dicas para lidar com esse tipo de subordinado, sem prejudicar o clima nem seu relacionamento com a equipe:

– Assuma uma atitude positiva em relação a ele. Você aprenderá com ele o que não fazer. Saber lidar com o chato será, assim, uma possibilidade de crescimento constante.

– Seja claro e objetivo.

– Converse apenas o necessário; não discorde e sempre diga que suas “sugestões” serão levadas a diante.

– Nunca perca a cabeça.

– Seja paciente. O chato está sempre em busca de conflitos. Portanto a melhor alternativa é manter-se calmo e sereno.

– Nunca comente nada sobre sua vida pessoal com um chato. Ele irá dizer aos outros que é intimo seu. Sempre estará perguntando coisas a respeito de sua vida na frente das outras pessoas para confirmar tal afinidade.

– Evite delegar a ele tarefas importantes. Assim como no item anterior, ele se sentirá o dono do pedaço, “o responsável”.

– Evite discutir com ele assuntos polêmicos. Ele repete o que os outros dizem, distorce o que você disse e, com certeza, irá criar uma nova polêmica sobre o mesmo assunto.

– Esteja sempre pronto. O chato acha que sabe tudo e, é claro, também pensa que sabe mais que você.

Portanto, sempre que for falar com ele, cerque-se de argumentos e informações que não deixem margem para dúvidas. Cite livros e autores que com certeza ele desconhece. E, se te aporrinhar muito, imprima artigos sobre o assunto que ele está questionando e lhe dê para ler. Uma dica: em Inglês. Afinal ele merece, vai.

Débora Martins é palestrante especialista no gerenciamento das relações entre empresas e clientes. Escrevo artigos e ministro cursos sobre atendimento, motivação, liderança e setor de callcenter.