Mercado paulista terá crescimento de 8%

0
1



Mais uma vez o setor de call center se destaca como um dos segmentos que mais crescem na economia brasileira. De acordo com o Sintelmark (Sindicato Paulista das Empresas de Telemarketing, Marketing Direto e Conexos), o mercado traça crescimento de 8% em seus negócios para 2011 no estado de São Paulo. Em 2010, o setor faturou R$ 10 bilhões, sendo que desta cifra R$ 5,9 bilhões, mais da metade do faturamento nacional das empresas terceirizadas, foi somente no estado de São Paulo.


O crescimento do setor de serviços é o principal fator na geração de empregos do país, esse segmento ultrapassa o da indústria em números de contratações. “Por mais um ano consecutivo o call center está crescendo em faturamento e contratações. Isso se deve, por exemplo, à inclusão das classes C e D no varejo, ou seja, crédito facilitado para quem tem menor poder aquisitivo, o que aumenta a demanda de compras por determinados produtos e serviços.


Dessa forma, há um incremento no relacionamento com as áreas de SAC das empresas, o que, consequentemente, alavanca a necessidade de mais contratações. No estado de São Paulo as contratações devem crescer 8% em 2011 e o número de novas vagas em todo o país deve chegar a 135 mil este ano”, revela Stan Braz, diretor presidente executivo do Sintelmark.


O mercado nacional de call center conta atualmente com cerca de R$ 1,2 milhão de pessoas, somente no estado de São Paulo esse número chega a 400 mil profissionais e 137 mil PAs (posições de atendimento).