Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Migração inevitável

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Com os clientes tendo cada vez mais opções de canais para compra, a empresa que decidir ir contra a tendência deve perder espaço. Na avaliação do especialista Walter Coelho, consultor e sócio da Contato Efetivo, esse processo de migração para a venda multicanal é inevitável, sendo mais contundente ao afirmar que ou a empresa investe ou irá perder mercado e fechar as portas.
Para ele, as já estão caminhando para isso. “Muitas já perceberam que este é inevitável, só não sabem como agir ainda. Tenho encontrado em vários de meus clientes a constatação de que precisam fazer algo a respeito, mas ou não sabem como ou têm receio de assumir também seus próprios erros. A exposição é muito grande e em nível global, portanto acham que ainda não estão prontos”, conta Coelho, acrescentando que, por outro lado, algumas já estão se utilizando dos muitos canais e se dando bem. “Nestes casos a exposição têm sido positiva.”
Sobre essas últimas, o especialista comenta que assumiram o desafio de “dar a cara para bater”. Isso porque, segundo ele, são empresas jovens ou que possuem jovens como líderes e já entendem que a transparência na relação empresa/cliente é um ponto positivo e não têm medo de aprender com os erros. “Também não têm medo de pedir desculpas e consertar os problemas que ocorrem por falhas neste relacionamento”, completa.
Por isso, ele crê que devemos ver muito crescimento e desenvolvimento nessa área de vendas. “Estamos em franca expansão. Nos meus projetos já incluo esta proposta como complemento na estratégia de venda. O mercado já está ciente da importância das vendas multicanal. Agora precisa arregaçar as mangas”, pontua. O principal desafio está no planejamento, segundo Coelho, reforçando que estamos na fase de tentativa e erro. “Não há receita nem invenções mirabolantes. É testar e estar disposto rever a estratégia diariamente”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima