MindBe faz balanço positivo de home office

Passado um mês, empresa avalia que trabalho remoto será tendência após fim do isolamento social

0
3
Vito Chiarella Neto, CEO da MindBe
Vito Chiarella Neto, CEO da MindBe

A MindBe mudou radicalmente a maneira de trabalhar por conta da pandemia da Covid-19. Ela organizou sua estrutura para trabalhar 100% em home office, incluindo todos os cerca de 500 funcionários. Após quase um mês novo sistema de trabalho, o balanço, segundo a própria empresa, é positivo. “Em princípio, nossa intenção foi proteger nossos colaboradores de eventual contaminação pela Covid-19 e contribuir com a sociedade, uma vez que centenas de pessoas iriam deixar de circular, colaborando para o isolamento social”, explica Vito Chiarella, CEO da MindBE. “Agora, analisando o cenário, o ganho está sendo também nos negócios. A produtividade dos colaboradores aumentou, em consequência, nossa capacidade de atendimento ganhou mais eficiência e com isso nossos clientes se sentiram prestigiados, mesmo com tantas mudanças. Em meio a essa crise, conseguimos renovar contratos e estamos com novas prospecções”, conta.

Segundo o executivo, a expectativa de mudança digital, da própria empresa, foi acelerada com a pandemia e o trabalho remoto, com profissionais trabalhando em sistema de home office será considerado para novos clientes e projetos. “Não temos uma pesquisa consolidada sobre a satisfação de nosso público interno com o trabalho em home office, mas temos o retorno dos supervisores que, em contato diário com suas equipes, têm nos reportado que os colaboradores estão bastante satisfeitos com a mudança”, diz o CEO da MindBe. “Nós, que oferecemos soluções de atendimento inteligente à nossa carteira de clientes, estamos observando que essa realidade será cada vez mais uma tendência.”