Mudanças para reter Geração Y

0
6



Mais de um terço das empresas buscam adaptar-se às exigências dos jovens profissionais. A informação consta de um estudo realizado pela Câmara Americana de Comércio (Amcham). Entre as estratégias para retenção de talentos, 34,5% das companhias criam planos de carreira específicos para estes jovens e 40% adotam flexibilidade de horários.

 

De acordo com o especialista em carreiras e diretor geral da Trabalhando.com no Brasil, Renato Grinberg, a adaptação é benéfica, mas ainda há falta sinergia entre as gerações. “Os mais experientes estão tentando entender os objetivos e as vontades daqueles que compõem a geração Y e, como é interessante mantê-los na equipe, adotam tais mudanças. Mas será que os jovens estão com a mesma disposição para adaptar-se?”, questiona.

 

Segundo o especialista, essa é a grande dificuldade, pois os profissionais mais novos nem sempre estão dispostos a ceder em prol da contratante. “Alguns, inclusive, preferem procurar outra oportunidade mais adequada a tentar mudar determinado comportamento”, explica Grinberg.

 

Os participantes da pesquisa concordam que entre os maiores desafios para lidar com estes colaboradores e mantê-los na equipe estão a necessidade constante de motivação em projetos e tarefas cotidianas, segundo 52,9%; e adaptação aos modelos hierárquicos de gestão, para 35,6% dos gestores.