Novo modelo de tarifação telefônica preocupa empresas

0
1

O novo modelo de tarifação telefônica que será implantado entre março e julho não está agradando muito as empresas de callcenter. O novo sistema, que medirá o faturamento por minutos, substituirá o atual plano por pulsos nas chamadas locais. Apesar da cobrança por minuto permitir um maior controle quanto ao tempo gasto nas ligações, as chamadas acima de três minutos ficarão mais caras. O atual plano baseia-se na cobrança de um pulso (cerca de R$ 0,11 sem tributos) no complemento da chamada, um pulso aleatório em até quatro minutos e, a partir deste, um pulso a cada quatro minutos. O novo método, por minuto, baseia-se na cobrança de um tempo inicial mínimo de conversação de 30 segundos e tarifação do excedente a cada seis segundos.