O desafio do suporte técnico remoto

0
1
Autor: Fernando Lujan
Diversas pesquisas já demonstraram: o home office não só traz qualidade de vida para o colaborador como também aumenta sua produtividade. Os benefícios são evidentes e inúmeros. Porém, por trás de todo esse sucesso, deve existir uma qualificada área de TI.
Adotar o modelo de “trabalho em casa” parece uma tarefa simples, mas não é. Recentemente, a Riverbed Technology realizou uma pesquisa sobre os desafios no gerenciamento de TI em filiais e escritórios remotos, também conhecidos como ROBOs (Remote Office / Branch Office). Um dos itens mais citados foi “fornecer uma equipe de TI adequada para o suporte”, com 46%.
Para iniciar o home office, basta ter um rede privada e fornecer o computador ao colaborador com um softphone instalado. O PABX necessita ter regras de discagem, a fim de evitar uma invasão e uso inadequado da ferramenta. O ACL – Access Control List, definido como Controle de Acesso, também reforça a segurança, definindo quem poderá usar a central de telefonia.
E se surgir algum imprevisto, qual a melhor forma de realizar o suporte técnico remoto? A resposta está no uso de ferramentas de compartilhamento de desktop. Elas possibilitam o acesso de um técnico especialista ao computador do usuário, permitindo trabalhar diretamente na máquina. E se a Internet não estiver funcionando? Use a do celular!
Agora não há mais desculpas: a modernidade bate à sua porta! Com uma tecnologia de ponta e equipe qualificada, qualquer modalidade de trabalho se torna um sucesso.
Boa sorte!
Fernando Lujan é diretor de TI da Total IP.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAutomatização, já!
Próximo artigoGasto menor no Dia das Crianças