O parteiro de idéias

0
15


A contribuição de Sócrates na história da humanidade foi imensa e uma de suas grandes teorias, prega que o indivíduo tem dentro de si, todas as respostas para seus conflitos. Ele se intitulava o parteiro das idéias, orientando e auxiliando as pessoas, para que tomassem conhecimento das mesmas e conseguissem organiza-las.

O coach é isto, um parceiro do cliente para a organização das idéias, auxiliando na descoberta dos valores e crenças que podem alavancar um resultado ou ainda dificultar a jornada. O coach é o guia para fortalecer a confiança e promover planos de ação com o cliente para conclusão das metas. As nossas motivações moldam a maneira como enxergamos as oportunidades e o mundo.

O mercado muda em velocidade extraordinária e os profissionais precisam de ferramentas que os impulsionem para a mudança com eficácia, na mesma velocidade. O coaching é este instrumento, pois é o orientador no processo de sermos o melhor que quisermos. A aproximação do objetivo com a realidade é a meta deste profissional: A mudança.

Segundo Peter Senge, em seu livro a “Dança das mudanças”, existem algumas perguntas que precisam ser respondidas, quando se pensa em promover uma mudança relevante dentro das corporações:

– O que está querendo realizar?
– Qual a sua data limite?
– Que novas habilidades e capacidades serão necessárias?
– Pessoas mudarão em número suficiente?
– As pessoas conversarão abertamente?

As duas últimas referem-se ao futuro e se não forem respondidas com confiança e certeza, poderá acontecer uma variedade de cenários que dificultarão o alcance dos resultados esperados.

Além disso, mais do que trabalhar simplesmente o indivíduo; é necessário trabalhar os times, para que as idéias se concretizem, na velocidade que permita manter a competitividade.

E também, um grande projeto começa com um grande sentimento: o desejo da vitória!

Um grande abraço e sucesso a todos.

Melissa Campos é coach, palestrante e consultora.