O que eles buscam?

0
2
O dinheiro como única forma de estímulo na relação com o trabalho vem perdendo força para uma série de fatores combinados, tais como aprendizado e constante contato com pessoas inovadoras. A afirmação é de Bárbara Teles, gerente de relacionamento do 99jobs.com, comunidade de carreiras para jovens. A opinião da especialista vai ao encontro da pesquisa divulgada pela MSW Research, que aponta 64% dos entrevistados afirmando sobre a queda na importância sobre relação entre o ganho financeiro e a ocupação profissional.
O levantamento continua o questionamento ao perguntar sobre uma eventual troca de emprego a partir de uma oferta com aumento salarial, e apenas 4% afirmam realizar esta substituição. Entretanto, considerando apenas funcionários com ganhos acima de 24.999 dólares anuais, 15% se consideram desengajados, enquanto 51% acreditam estar parcialmente e 35% totalmente engajados.
Do ponto de vista da gerente, para o aumento do engajamento, as organizações não devem atuar apenas com feedbacks e ensinamentos por via de treinamentos. “Eles estimulam, mas não conseguem gerar o engajamento por causa do propósito comum. Hoje, a melhor forma de aumentar o engajamento das pessoas é trazê-las pelo compartilhamento de valores e da contribuição mútua: o que o indivíduo agrega para aquele ambiente, e de que forma aquele ambiente devolve a contribuição dele para a sociedade”, acredita Bárbara.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEntre altas e baixas
Próximo artigoFalta inovação